Pai de Pep Guardiola não descarta retorno do filho ao Barcelona e diz onde não gostaria de vê-lo trabalhar



Aos 50 anos e prestes a completar 14 como treinador de futebol profissional, Pep Guardiola pode ser considerado o grande comandante da temporada 2020-21. Além de ter conquistado a Copa da Liga Inglesa, o Manchester City está bem próximo de levar o Campeonato Inglês e disputará a final da Champions League diante do Chelsea. O pai do treinador concedeu entrevista à Radio Villa Trinidad.




Valentí Guardiola demonstrou ter um carinho pelo Barcelona, desejando ver o filho novamente vestindo azul e grená: “Sempre torci para o Barcelona e quero que ele sempre ganhe, embora sempre queira que a equipe que o Josep está ganhe. Primeiro, meu filho, mas também gosto da vitória do Barcelona”.

No entanto, Valentí diz que não tem influência nas decisões da carreira de Pep: “Estou muito satisfeito com as decisões que o Josep pode tomar: voltar a treinar no Barça, pendurar as chuteiras ou o que seja. Na idade dele, já não tenho de lhe ensinar nada. Nem devo dizer: ‘Eu gostaria que continuasse…’. Tudo o que você fizer me deixará feliz”.

Ao mesmo tempo que um retorno ao Barcelona é bem-vindo, Valentí declarou onde não gostaria de ver o filho trabalhar: “Não sou ninguém para dizer o que ele deve fazer, porque Pep está prestes a fazer 50 anos. Ele sabe o que é bom para ele e o que não deve fazer. Sim, posso dizer que não quero que ele lidere a equipe da Espanha”.

Sob contrato com o Manchester City até o fim da temporada 2022-23, uma mudança de ares não está nos planos de Pep Guardiola no momento. A Premier League desta temporada será a terceira em cinco anos treinando o lado azul de Manchester.

  • Barcelona
  • Manchester City
  • Pep Guardiola

Fonte: Bola Vip