PIX é o preferido entre os brasileiros, diz pesquisa do C6 Bank


O PIX é o novo sistema de transferência de dinheiro e pagamentos desenvolvido pelo Banco Central. Desde sua criação, há pouco menos de seis meses, o sistema tem alcançado cada vez mais popularidade entre os brasileiros, especialmente entre os mais jovens.

Segundo uma pesquisa do C6 Bank/Ipec, realizada entre os dias 22 à 28 de abril, 67% dos brasileiros afirmam querer usar o PIX para pagar compras de varejo. Entre os entrevistados que têm de 16 a 24 anos, a disposição para utilizar essa modalidade de pagamentos é a maior. O número de jovens que querem usar o sistema chega a ser 6 vezes maior do que aqueles que não estão dispostos a usar.

Por outro lado, a pesquisa também demonstrou que os entrevistados mais velhos foram os mais resistentes à novidade. Na população com mais de 55 anos, por exemplo, a cada duas pessoas, uma não quer pagar pelas compras através do PIX. Essa pesquisa foi feita com 2000 brasileiros que possuem acesso à internet e a margem de erro é de dois pontos percentuais.

Crescimento acelerado do PIX

O lançamento oficial do PIX foi em novembro de 2020. Nas semanas subsequentes, uma pesquisa similar, também realizada pelo C6 Bank, mostrava que 60% dos brasileiros já consideravam o PIX melhor que o TED/DOC. Agora, prestes a completar seis meses, 83% dos brasileiros já consideram a ferramenta melhor que as outras.

A alta popularidade do PIX surpreendeu até os mais otimistas, por já possuir 87 milhões de usuários cadastrados, entre pessoas físicas e jurídicas. Segundo o Banco Central, o número de transações de pessoas físicas para pessoas jurídicas subiu 148% no primeiro trimestre deste ano, passando de 14,1 milhões para 35 milhões, de janeiro a março.

Além disso, o Banco Central afirma que ainda há muito espaço para o sistema crescer. Pois enquanto 77% das operações de PIX ocorrem entre pessoas, apenas 11% das operações são de pessoas para empresas, o que demonstra uma grande oportunidade de expansão

Segurança dos usuários garantida

Desde o lançamento do PIX, alguns usuários ficaram em dúvida quanto a segurança da ferramenta de transações e pagamentos. Porém, o Banco Central garante que a segurança é um fator de extrema importância desde o início da construção do PIX e que ela é priorizada em todos os aspectos do ecossistema.

Existem camadas de segurança e criptografia durante todo o processo das transações. Bem como, na validação dos certificados digitais dos bancos, que são como a identidade de cada banco em relação ao Banco Central.

Ademais, o PIX conta com motores antifraude, marcadores de fraude, sistema de autenticação por meio de senha, token ou reconhecimento biométrico, e uma lista digital de fraudadores, que visa identificar tentativas recorrentes de transações fraudulentas e os responsáveis a fim de alertar toda a rede de instituições participantes do PIX.

Por fim, a união do sistema de segurança e a instantaneidade das transações digitais são os principais fatores que justificam a grande popularidade do PIX entre os brasileiros. O sucesso da ferramenta apontado através da pesquisa feita C6 Bank/Inep já demonstra o marco que o PIX é para o sistema financeiro nacional.

Fonte: Notícias Concursos