Plataforma digital traz a história da Companhia Novos Novos


A Companhia Novos Novos de Teatro tem uma trajetória de realizações dentro das artes cênicas da Bahia. Iniciativa da diretora-teatral, pesquisadora e arte-educadora Débora Landim, foi criada em 2000, sendo sua primeira criação para os palcos a peça ‘Imagina só… Aventura do fazer’, que logo venceu o Prêmio Bahia Aplaude de Teatro na categoria Melhor Espetáculo Infantojuvenil.

Depois, vieram mais seis montagens para o circuito comercial e outras três feitas especialmente para as redes públicas de ensino, além da realização de projetos de formação, sendo alguns deles fora do Brasil.

Essa trajetória também rendeu livros e músicas que foram feitas especialmente para os diversos espetáculos. E mais fotos, material jornalístico, registros diversos e outros tantos materiais relacionados a esse amplo trabalho que foi formatado para reunir arte e educação, contemplando crianças e jovens de realidades sociais diferentes e vindos de diversos pontos da cidade de Salvador, capital da Bahia.

Através do projeto Cia. Novos Novos: Caminhos e Memória, toda essa história pode ser visitada no endereço eletrônico, onde o material da companhia está disponibilizado, com possibilidade de download de fotos, vídeos e textos. Esse ambiente virtual passa, ainda, a servir de espaço de divulgação de novas realizações da trupe, como podcast e vídeos de depoimentos de integrantes e ex-integrantes do grupo, produzidos especialmente para a plataforma digital. 

O projeto valoriza o resgate e a divulgação da história do teatro baiano. Em especial, essa iniciativa apresenta o recorte do teatro feito com e para crianças e jovens, um fazer artístico não tão registrado quanto o teatro adulto. O fato da plataforma também abrigar material de pesquisa sobre o tema amplia sua abrangência, trazendo à discussão o rico e importante universo das artes cênicas em sua relação com as comunidades, em trabalhos de arteeducação que busquem a emancipação das crianças, do jovens e de suas famílias.

“Há muito temos o desejo de construir uma plataforma bem estruturada na qual fosse apresentada a nossa história, nossa visão e nosso jeito do fazer arte. Agora, esse desejo se concretiza e toda a trajetória da Novos Novos ganha um espaço virtual ao qual todos podem acessar, do Brasil e de outras partes do mundo, para conhecerem esse trabalho que busca sensibilizar o humano pela arte, mas também criar peças teatrais de qualidade estética, derivadas de um trabalho de grupo e de pesquisa”, comenta Débora Landim, criadora e diretora da Companhia Novos Novos.

Teatro feito com e para crianças – Grupo criado no Teatro Vila Velha para depois ganhar o mundo, a Novos Novos é formada por um elenco que reúne crianças e jovens. Cria trabalhos cênicos nos quais ludicidade, poesia e temas como tradição, respeito, empenho e poder de superação são destacados. O repertório do grupo que foi apresentado em circuito comercial tem as seguintes montagens: Imagina só… Aventura do fazer (2001), Mundo Novo Mundo (2003), Alices e Camaleões (2004), Diferentes iguais (2006), Ciranda do Medo (2007), Paparutas (2012) e Caderno de Rimas do Joãoe Sem Rimas da Maria (2016).

Além disso, elaborou projetos em conjunto com a rede pública de ensino, como performances e peças teatrais, que foram apresentadas de forma gratuita a milhares de estudantes, com destaque para adaptações para o teatro de textos do escritor Jorge Amado – O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá e Capitães da Areia (ambos de 2013) – além da encenação do texto inédito Ser criança não é brincadeira (2014).





Fonte: iBahia