Polêmica com Gabigol volta à tona e Galhardo aproveita para cutucar: “até agradeci ele dias depois”



Thiago Galhardo e o atacante do Flamengo, Gabriel Barbosa, trocam farpas desde a reta final do Brasileirão 2020. O Colorado ficou a um gol de conquistar o tetracampeonato brasileiro, o título ficou com a equipe carioca, e Gabriel Barbosa, ao comemorar o título, provocou Galhardo, por achar que uma brincadeira feita pelo atacante Colorado após o Gre-Nal, foi uma indireta ao Flamengo: “Seu Galhardo, seu moleque! ‘Cê’ tem que respeitar, garoto. Olha aqui pra você, ó. Cheira aqui, garoto (mostra a medalha). Seu moleque! Não foi campeão e não foi artilheiro”, provocou, Gabriel.




A referência seria à suposta provocação de Galhardo ao Flamengo. Algo que o meia-atacante do Gigante da Beira-Rio explicou na época, afirmando que o gesto de ‘cheirinho’, que fez nas redes sociais, era em relação ao volante Matheus Henrique, do Grêmio: “Eu fiquei até espantado quando eu vi, quando chegou até mim, porque nunca fiz uma provocação direta a ele, e sim uma coisa local”, completou Galhardo, que postou a ‘zoeira’ depois da vitóra no clássico Gre-Nal válido pelo segundo turno do Brasileirão, em janeiro deste ano.

Porém, nesta quinta-feira (6), Galhardo voltou a comentou o fato, em entrevista para o programa Futebol Na Veia, da ESPN. Perguntado sobre a rusga com o atacante Rubro-Negro, o atacante do Inter falou sobre como viu a provocação e aproveitou para dar uma cutucada:  “Para mim, não muda nada. Até agradeci ele dias depois. Volto a dizer, num momento tão especial como era para eles, ele lembrar de mim, fico muito feliz. Se eu tivesse sido campeão, queria estar com meus companheiros comemorando, família , torcedores e jamais pensaria em provocar alguém. Não tenho mágoa de ninguém. Se nos encontrarmos, provocação zero”.

Na entrevista, Galhardo afirmou que a provocação de Gabriel não o ofendeu, e novamente apontou para um erro de interpretação dos que entenderam que sua ‘brincadeira’ foi direcionada ao Flamengo: “Eu respeito, tenho que respeitar todos os meus companheiros de clube e profissionais da área. Sempre terá da minha parte dentro e fora de campo. Às vezes, tem desentendimentos por chegada, mas é natural. Não sou rancoroso, não guardo mágoa. Não foi uma provocação, eles entenderam assim. Não me machucou em nenhum momento, sou esclarecido”.



Na última temporada, Thiago Galhardo foi o vice-artilheiro do Brasileirão, com 17 gols. Ao todo, durante a temporada 2020 inteira, o jogador balançou as redes em 23 oportunidades e atuou em 54 partidas.

Fonte: Bola Vip