Ponte Preta enrola e deve perder Eduardo Barroca para o Atlético-GO


Brasileiro

Ponte Preta enrola e deve perder treinador para time do Brasileirão

O nome de Eduardo Barroca ganhou força no Atlético-GO, clube que comandou em 2019

Publicado em 26/05/2021
por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 26 (AFI) – A incompetência da diretoria pontepretana parece não ter limites. Com medo da rejeição da torcida, o presidente Sebastião Arcanjo recuou do acerto com o técnico Eduardo Barroca, que entrou na mira do Atlético-GO.

O nome de Barroca ganhou força no Moisés Lucarelli depois de Zé Ricardo receber uma proposta de fora do país e o negócio estava bem encaminhado. Mas a torcida alvinegra “torceu o nariz” para a sua chegada.

Eduardo Barroca não vai mais assumir a Ponte Preta (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Eduardo Barroca não vai mais assumir a Ponte Preta (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Alvo dos protestos feitos por torcedores na última segunda-feira com faixas extendidas em frente ao Majestoso, Sebastião Arcanjo não quis comprar mais essa briga com as arquibancadas e recuou do acerto com Barroca.

Se a opinião da torcida é tão importante na hora de tomar atitudes, Sebastião Arcanjo deveria definir o treinador da Ponte Preta na Série B do Campeonato Brasileiro através de uma enquete nas redes sociais.

Enquanto isso não acontece, a Macaca deve ser comandada interinamente por Sandro Forner na estreia contra o Brusque, em jogo marcado para domingo, no Estádio Augusto Bauer.

VAI PARA A SÉRIE A?
Nas últimas horas, o nome do ex-treinador ganhou força no Atlético-GO, que busca um novo profissional para a disputa do Brasileirão desde que Jorginho deixou o cargo há pouco mais de dez dias.

Eduardo Barroca, de 39 anos, já é conhecido no Antônio Accioly. Em 2019, ele assumiu o clube na reta final do Campeonato Brasileiro da Série B e conquistou o acesso à elite com três vitórias, cinco empates e uma derrota.

Sem clube desde que encerrou sua segunda passagem pelo Botafogo no início de fevereiro, Eduardo Barroca tem passagens ainda por Coritiba e Vitória, além de ter trabalhado nas categorias de base do Corinthians.


Fonte: Futebol Interior