Saints Row: do pior ao melhor, segundo a crítica


Depois do sucesso da franquia GTA, muitas empresas tentaram replicar a fórmula, a maioria sem sucesso. A que vamos falar hoje se deu bem por um principal e grande motivo: não se levar a sério.

Se você já riu com os absurdos que essa série proporcionou, quero dizer que você tem um humor tão infantil quanto o meu. Vocês pediram, votaram e aqui está o do Pior ao Melhor da franquia Saints Row. Aqui estão nossos critérios, prestem bastante atenção:

  • As notas apresentadas são baseadas no agregador de notas Metacritic. Se o título foi lançado para mais de uma plataforma inicialmente, pegaremos as notas de cada uma das versões e faremos uma média aritmética.

5) Saints Row: Gat Out of Hell (2015) – 65 (PS4, Xbox One, PC)

Lançado em 2015, Saints Row: Gat out of Hell é uma expansão stand alone que foi desenvolvido pela Volition, criadora e responsável pela franquia, e pela High Voltage Software, que serve como epílogo de Saints Row IV e acompanha Johnny Gat e Kinzie Kensington, que estão buscando O Boss no inferno depois que o mesmo foi raptado pelo Satan.

Grande parte da gameplay é a mesma do quarto jogo da série, com um mundo aberto, visão em terceira pessoa, diversas missões secundárias e super habilidades, além de introduzir o “voo angelical” por meio de asas e trazer um novo mundo chamado New Hades, composto por 5 ilhas. Ao mesmo tempo que adiciona, reduz já que não é possível customizar personagens. Para progredir na história, é necessário completar atividades que preenchem a barra do Satan’s Wrath, desbloqueando cutscenes e outros elementos da trama.

Os analistas elogiaram seu mundo selvagem e imaginativo, os novos tipos de inimigos, o humor afiado e os voos divertidos, mas criticaram a história esticada, personagens pouco utilizados e o ênfase nas missões secundárias. Sua nota é 65.

4) Saints Row IV (2012) – 78,2 (PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One, PC)

Saints Row IV, lançado em 2012, acompanha o nosso protagonista, que pode ser o mesmo dos títulos anteriores da série, após ser eleito o presidente dos Estados Unidos por conta de ameaças terroristas. 5 anos no poder, eles foram colocados em uma simulação da cidade Steelport pelo império alienígena Zin, que está atacando o planeta.

Como comentado anteriormente, uma das maiores adições do título são os superpoderes, que vão entrar na mistura de briga de gangues, invasão alienígena e multidões de zumbis. A tarefa do jogador é liberar a cidade dos invasores, realizando missões secundárias, e derrotar os inimigos para sair daquele local.

As missões de história são muito malucas e a escrita dos diálogos é ótima, combinando com o tom do game, além de que as habilidades de combate e movimento são divertidíssimas, mas todo o setting da história é monótono e, mesmo com todos os poderes, o combate vai ficando maçante com o passar do tempo. Sua nota é 78,2.

3) Saints Row 2 (2008) – 78,3 (PS3, Xbox 360, PC)

Em 2008 chegou aos mercados Saints Row 2, game que se passa na ficcional Stilwater, que foi moldada usando como base Chicago, Detroid, Cleveland e Baltimore, e acompanha o protagonista voltando de um coma de 5 anos e descobrindo que sua gangue, 3rd Street Saints, se separaram. Não só isso, mas seus rivais tomaram a área deles. Com isso, o objetivo é juntar todo mundo de novo e recuperar o que foi perdido.

Para jogar as missões principais, é necessário realizar minigames e missões secundárias, o que dá pontos de respeito. O combate do primeiro jogo foi reformulado, há uma variedade bem grande de equipamentos e veículos para serem usados e a customização de personagem é bem interessante, com diversas opções de voz, penteados, rostos e etc. Ele ainda conta com um modo multiplayer cooperativo e competitivo, além de diversas trapaças. O problema dessa última é que elas desativam as conquistas no Xbox 360.

O jogo foi elogiado pelos analistas por conta de seu combate satisfatório, suas variedades, o momento com os zumbis e o coop divertidinho, mas seu multiplayer competitivo é esquecível e a inteligência artificial dos amigos é frustrantemente estúpida. Sua nota é 78,3.

2) Saints Row (2006) – 81 (Xbox 360)

Em segundo lugar, o primeiríssimo game da série. Saints Row foi lançado em 2006 e acompanha nosso protagonista que acabou de entrar na gangue 3rd Street Saints após eles salvarem sua vida. Agora, o grupo vai batalhar com outras gangues pelo controle das ruas de Stilwater.

Assim como no segundo jogo, é necessário conseguir pontos de Respeito, através de minigames e missões secundárias, para prosseguir na história. O jogador deve enfrentar os inimigos usando armas de fogo ou armas brancas, e podem explorar o mundo a pé ou usando veículos. Além das gangues rivais, é necessário combater a policia pois as ações do protagonista não são muito legais. Quanto maior seu nível de procurado, mais agressiva a polícia será.

As comparações com a série GTA foram inevitáveis, mas acabaram sendo positivas em muitos pontos. Ele foi classificado como divertido, responsivo, impressionante, com ótimo áudio e explosões incríveis, bem escrito, com uma boa história e diversas features criativas, mas ele é similar demais com a franquia da Rockstar, tendo pouca originalidade, possui diversos bugs e a maioria das missões são a mesma coisa. Sua nota é 81.

1) Saints Row: The Third (2011) – 83,3 (PS3, Xbox 360, PC)

E chegamos ao primeiríssimo lugar com o game mais popular da franquia. Saints Row: The Third, lançado em 2011, acompanha a gangue 3rd Street Saints, da qual o nosso protagonista agora é líder, que ficou extremamente popular e criou a própria marca. O problema é que a cidade de Steelport agora é controlada pela organização de crime internacional Syndicate e isso criará atritos sérios entre os dois grupos.

Esse é o game que basicamente chuta o balde e abraça de vez a escrotice, contendo até uma arma com formato de brinquedos adultos, se é que você me entende. A quantidade de armas e veículos foi aumentada, a história pode ser jogada em coop, não há um modo multiplayer competitivo e ele introduziu os experience levels e weapon upgrades.

Os analistas elogiaram muito ele pelas armas e veículos, pela história ultraje, pelas atividades divertidas, pela variedade de customização e pelas boas recompensas, mas seus visuais não impressionam nem um pouco e ele tem glitches ocasionais que atrapalham muito a experiência. Saints Row: The Third ficou com 83,3 de nota.


Fonte: Tecmundo