segundo saque para os informais de setembro só sai em julho


A Caixa Econômica Federal está realizando nesta quarta-feira (12) a liberação dos saques para mais um grupo de informais do Auxílio Emergencial. De acordo com os dados do próprio calendário, agora é vez das pessoas que nasceram no mês de setembro.

E é bom aproveitar o dinheiro de agora para economizar muito. É que a próxima liberação de saques para as pessoas que nasceram em setembro só deve acontecer no mês de julho. Serão portanto quase dois meses de diferença entre as duas liberações.

Segundo o calendário, os informais que nasceram em setembro devem ter a primeira liberação dos saques neste dia 12 de maio. A retirada da segunda parcela vai acontecer no dia 1 de julho. A terceira e a quarta parcela só passarão pelas liberações nos dias 4 de agosto e 3 de setembro respectivamente.

Esse é um dos grandes pontos de crítica do Auxílio Emergencial deste ano. Muita gente questiona a ordem desses pagamentos que permitem que muita gente tenha que esperar muito mais do que um mês entre uma liberação e outra.

A Caixa Econômica afirma que só faz isso por uma questão de segurança do próprio trabalhador. Em entrevista, o Presidente do banco, Pedro Guimarães, disse que essa lógica do calendário impede a formação de muitas filas nas portas das agências pelo país.

Além do calendário de saque

Vale lembrar, no entanto, que o calendário de saque não é o calendário da liberação. Os repasses do dinheiro de forma digital possuem regras próprias e datas próprias. No caso dos informais que nasceram em setembro, por exemplo, os pagamentos aconteceram no último dia 25 de abril.

No entanto, essa liberação acontece apenas para a movimentação do dinheiro via aplicativo Caixa Tem. Quem não tem acesso a um aparelho com internet, acaba tendo mesmo que esperar até a liberação dos saques, que normalmente demoram mais para acontecer.

E mesmo no caso da liberação do crédito, há uma certa demora nos intervalos de um pagamento para o outro. Os informais que nasceram em setembro receberam a primeira parcela no dia 25 de abril e só receberão a segunda no dia 9 de junho, ou seja, mais de um mês depois.

Regras podem mudar

Em entrevista no YouTube, Pedro Guimarães reconheceu que a regra da liberação dessas retiradas pode mudar. De acordo com ele, os saques seguiriam acontecendo depois da liberação, mas poderia ser com um intervalo menor de um mês para outro.

Em outras palavras, ele disse que pode fazer com o calendário da segunda parcela a mesma coisa que fez com o calendário da primeira parcela. Ele decidiu antecipar as datas do primeiro ciclo depois de muita reclamação de parte da população com a questão.

Vale lembrar que toda essa questão não atinge as pessoas que estão recebendo o Auxílio Emergencial via Bolsa Família. Isso porque esses beneficiários possuem um calendário só. Eles podem sacar o dinheiro no mesmo dia da liberação do montante. As datas são as mesmas que eles seguiam no mesmo Bolsa Família.

Fonte: Notícias Concursos