Sete dicas de mindful eating para contribuir com o emagrecimento e a saúde



Dias cheios de informações e afazeres têm dificultado que as pessoas estejam conscientes do momento presente. A qualidade da alimentação acaba sofrendo impacto nesse contexto. Para priorizar a praticidade, é comum a escolha de alimentos nem sempre nutritivos. Embora seja uma opção fácil para trabalhar, estudar ou se deslocar entre uma atividade e outra, por exemplo, isso pode causar uma série de problemas: aumento de peso, má digestão, mal estar, distúrbios alimentares, entre outros.

Segundo a nutricionista Valentina Slaveiro, parceira da FIT FOOD, o minduful eating é uma prática para resgatar e desenvolver o estado de presença na alimentação. “O minduful eating traz clareza sobre as sensações de fome e saciedade, e direciona escolhas alimentares com discernimento para priorizar a saúde”, diz a nutricionista.

Com essa prática, que consiste em se alimentar com a atenção no aqui e no agora, ainda é possível perder peso. “Quando comemos com fome real e de forma consciente, naturalmente interrompemos a refeição até nos sentir satisfeitos. Isso reduz excessos alimentares e o emagrecimento ocorre de forma fácil”, acrescenta Valentina.

A nutricionista fala que a prática do minduful eating deve ser feita em todas as refeições e pode ser realizada em qualquer situação que a alimentação esteja presente. Mas, como colocar o mindful eating em ação? Valentina revela nas sete dicas a seguir:

  •  Para começar a driblar as doenças, ansiedade e compulsão alimentar, é preciso estar no momento presente durante a refeição. “Preste atenção na sua alimentação, mastigue percebendo as texturas, os sabores e as cores presentes no prato à sua frente”. 
  • Agradecer pela refeição. “Observe a si mesmo. Pergunte-se como se sente, como cada alimento reage no seu corpo e como você lida com certos desejos.”.
  • Antes de iniciar a refeição, respirar fundo 3 vezes. “Isto ajuda a acalmar a mente e sinaliza ao nosso cérebro que está na hora de iniciar o processo de digestão”.
  • Desligar o celular ou televisão. “O uso dos eletrônicos nas refeições nos faz comer mais rápido e em maior quantidade, já que ficamos desatentos ao que estamos ingerindo”.
  • Mastigar antes de engolir. “Não precisa contar suas mastigações, mas triture os alimentos até que fiquem pastosos para depois engolir”.
  • Soltar os talheres durante as refeições. “Segurar os talheres pode gerar ansiedade e acelerar o período da refeição”
  • Informar-se mais sobre a prática. “Recomendo a leitura de ‘Atenção Plena’, dos autores Danny Penman e Mark Williams. O livro apresenta os benefícios de estar presente nas refeições como em todas as situações da sua vida”, finaliza Valentina.





Fonte: iBahia