Trigêmos na pandemia: conheça a história da publicitária Juliana Harfush


“Sem tempo, irmão” é uma frase que poderia ser tatuada pela publicitária Juliana Harfush. Como muitas mulheres, Juliana deu a luz durante a pandemia da covid-19, mas com um parênteses: ela esperava três bebês. Os trigêmeos Tito, Nuno e Felipa estão prestes a completar um ano de idade e já tem muita história para contar.

A gravidez foi descoberta em 2019, quando o mundo ainda era normal. A ideia era ter mais um filho e dar ao primogênito Juca, de três anos, o posto de irmão mais velho. Bom, ele foi super promovido: promovido vezes três. Para compartilhar a aventura, Juliana e o marido, Karim Harfush, criaram o perfil @detrespraseis no Instagram, onde postam vídeos, fotos e falam sobre maternidade/paternidade sob um ângulo real.

Quando o susto da gravidez tripla foi digerido pela família, veio a pandemia. No início de 2020 todos ainda estavam conhecendo o novo coronavírus e ainda não existiam vacinas e muito menos perspectivas de quando tudo iria acabar. 

Foi nesse mundo novo e estranho que Tito, Nuno e Felipa nasceram, em maio do ano passado. Prematuros, eles precisaram ficar no hospital para ganhar peso e foi aí que a rede de apoio se tornou ainda mais forte. Ju e o marido bolaram um esquema de revezamento digno de olimpíadas para gerenciar a casa, o pequeno Juca e as idas ao hospital, que não foram poucas.

Uma das idas na UTI para visitar Tito, Nuno e Felipa | Reprodução: Instagram

Durante a pandemia, os hospitais se tornaram lugares extremamente perigosos, e por isso o cuidado era redobrado. Máscaras, luvas, higienização, medo… O novo normal tornou o final da gravidez e o puerpério da publicitária em momentos bem difíceis e bem diferentes da primeira gravidez. 

Quando todos receberam alta, a família realmente estava completa e de coração quentinho. Mas é aí que começou a prova de resistência mais difícil de todas: a rotina com três bebês que comem, choram e precisam de atenção ao mesmo tempo. 

Diferente da primeira gestação, Juliana não conseguiu amamentar por muito tempo porque o leite secou. Sono, cansaço e stress são alguns dos fatores que afetam a produção do leite materno, e ter quatro crianças em casa no meio da maior pandemia do mundo com certeza não com certeza não colaborou.

Família completa após quase um ano do nascimento dos trigêmeos | Reprodução: Instagram

Depois da prova de sobrevivência dos primeiros meses de vida, a casa se adaptou aos bebês e os bebês se adaptaram à família. Nessa troca, Juliana sente a culpa de toda mãe, só que multiplicada por três: não ter tempo suficiente para cada filho. Mas basta clicar em uma foto do Instagram para notar que não falta amor, e ele é bem mais do que o suficiente.

Presentes para mães que vivem na correria

Assim como Juliana, muitas mães vivem “sem tempo, irmão”. Para elas, o iBahia separou uma lista de presentes que podem ser bem mais que úteis.

Os planners ajudam a organizar a rotina diária, semanal e mensal. Assim, fica mais fácil agendar e visualizar os compromissos importantes. Confira o produto clicando aqui.

Secar o cabelo leva tempo e nem sempre dá para caprichar, principalmente uqnaod se tem filho pequeno. A escova secadora deixa o cabelo seco de forma rápida e eficiente, além de trazer um resultado de salão. Confira o produto clicando aqui. 

Se puder investir mais no presente, por que não uma Alexa? Ela é a assistente virtual desenvolvida pela Amazon e é acionada através de comandos de voz. Ela pode falar a previsão do tempo, executar playlists, configurar alarmes e muito mais. Confira o produto clicando aqui.

*Sob supervisão da repórter Cláudia Callado





Fonte: iBahia