ABC 3 x 0 Chapecoense – Outro vexame para o “estagiário” Jair Ventura!


Copa do Brasil

ABC 3 x 0 Chapecoense – Mais um vexame para o “estagiário” Jair Ventura!

Marcos Antônio, Wallyson e Éderson fizeram os gols que colocaram o ABC nas oitavas de final e R$ 2,7 milhões na conta alvinegra

Publicado em 09/06/2021
por Agência Futebol Interior

Natal, RN, 09 (AFI) – A Chapecoense se aventurou com o “estagiário” Jair Ventura – com o perdão do trocadilho – e caiu no conto do vigário. Humilhada nesta quarta-feira, a Chape apanhou de 3 a 0 do ABC no Frasqueirão, em Natal, e foi eliminada na terceira fase da Copa do Brasil.

Essa foi a segunda derrota seguida sob o comando do ex-técnico de Botafogo, Santos, Corinthians e Sport – demitido nos últimos três clubes com aproveitamento abaixo de 50%. Na ida, a Chapecoense havia feito 3 a 1 e poderia perder por até um gol de diferença, mas com Jair Ventura, tudo pode acontecer.

Marcos Antônio, Wallyson e Éderson fizeram os gols que colocaram o ABC nas oitavas de final e R$ 2,7 milhões na conta alvinegra. O adversário da próxima fase será definido por sorteio.

FULMINANTE!
O ABC entrou em campo com o peso da desvantagem, mas sabendo que do outro lado havia um time comandado pelo “estagiário” Jair Ventura. Sem piedade, foi com tudo para cima e sufocou a Chape. Logo aos 18 minutos, o Mais Querido deu o cartão de visitas em falta batida por Marcos Antônio. A bola desviou na barreira e morreu nas redes de Tiepo.

Chape foi surrada pelo ABC. (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)

Chape foi surrada pelo ABC. (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)

A Chapecoense até tentou esboçar reação aos 29 minutos, mas o toque de letra de Derlan foi salvo em cima da risca por Hélitão. O ABC não se intimidou e tratou de aumentar a vantagem aos 38 minutos. Derlan desviou para trás e o artilheiro Wallysou pegou de primeira para fazer 2 a 0.

A Chapecoense poderia ter diminuído aos 43 minutos após pênalti de Hélitão, que colocou a mão na bola, mas Anselmo Ramon, de cavadinha, acertou o travessão. O mesmo atacante ainda cabeceou na trave uma bola aos 46 minutos.

QUEM NÃO FAZ…
A Chapecoense voltou com sangue nos olhos no segundo tempo, mas conheceu a muralha chamada Wellington. Os milagres do goleiro do ABC começaram logo no primeiro minuto. Ele defendeu chute perigoso de Ravanelli que desviou na defesa. Na sequência, aos 6 minutos, Ravanelli quase fez gol olímpico, mas a bola pegou na trave.

A Chape seguiu em cima e Wellington fez boa defesa em chute de Moisés Ribeiro. Inspirado, o goleiro pegou três chutes sequenciais de Bruno Silva, Ravanelli e Bruno Silva de novo. Esse último à queima roupa. Tranquilo com seu goleiro, o ABC foi certeiro.

Aos 25 minutos, Alan Pedro recebeu de Marcos Antônio e cruzou para Éderson. Ele bateu firme, a bola desviou em Anselmo Ramon e morreu nas redes. A Chape até pensou em reagir, mas não teve força.


Fonte: Futebol Interior