Após empate, Linense e Primavera definem o título do Paulista A3


Paulista

Linense x Primavera – Após empate, quem ficará com o título inédito do Paulista A3?

O time da casa tem a vantagem de jogar por mais uma igualdade, enquanto a equipe de Indaiatuba precisa vencer para ser campeã

Publicado em 11/06/2021
por Agência Futebol Interior

Lins, SP, 11 (AFI) – Depois de empatarem sem gols no jogo de ida da decisão do Campeonato Paulista da Série A3 de 2021 na última quarta-feira (09) em Indaiatuba, Linense e Primavera voltam a se encontrar para enfim decidir com quem irá ficar esse título que é inédito para ambos os lados. O duelo de volta está marcado para esse sábado (12), às 18h, no Estádio Gilbertão, em Lins.

Dono da melhor campanha entre os dois finalistas, contando os pontos da primeira fase e de todo mata-mata, o Linense tem a vantagem de jogar por um empate para ficar com o título. Já ao Primavera resta a vitória, seja por qualquer placar, para a equipe se sagrar campeão. Neste ano, a Federação Paulista de Futebol (FPF) irá pagar como premiação ao primeiro colocado R$ 110 mil e R$77 mil ao vice.

CAMPANHAS
O Linense chegou ao mata-mata após se classificar com a quinta melhor campanha da primeira fase com 24 pontos. Ao todo, foram sete vitórias, três empates e cinco derrotas, com 21 gols a favor e 18 contra. Nas quartas de finais, o time de Lins foi superado pelo São José por 1 a 0, em Lins, mas buscou a classificação na casa do rival ao vencer por 3 a 1.

Após empate, Linense e Primavera definem o título do Paulista A3 (Foto: Alexandre Battibugli/Paulistão)

Após empate, Linense e Primavera definem o título do Paulista A3 (Foto: Alexandre Battibugli/Paulistão)

Nas semifinais, o Elefante empatou sem gols como mandante e mais uma vez buscou a classificação e consequentemente o acesso longe de seus domínios diante do Nacional. O clube do interior venceu a equipe da capital pelo placar mínimo e confirmou o acesso à Série A2 de 2022, após dois anos no Paulista A3.

Já o Primavera foi dono da sétima melhor campanha na primeira fase, onde somou 23 pontos com um total de seis vitórias, cinco empates e quatro derrotas, com 17 gols a favor e 14 contra. Nas quartas de finais, o time de Indaiatuba fez o dever de casa contra o Barretos e venceu por 2 a 1. Na volta, uma igualdade por 1 a 1 confirmou a vaga.

Nas semifinais, o time de Indaiatuba empatou por 2 a 2 e buscou a classificação em Votuporanga, contra o Votuporanguense, com uma vitória por 1 a 0, que decretou o acesso à Série A2 da próxima temporada após longos 34 anos.

LINENSE
Em vantagem na busca pelo título e tendo a chance de decidir em casa, o Linense fechou a sua preparação com um treino na tarde desta sexta-feira (11) no próprio estádio Gilbertão, palco da grande final. Na atividade, o técnico Edison Só indicou que irá manter a escalação titular com o que tem de melhor em mãos. O comandante falou que o resultado vai vir de uma forma tranquila, mantendo o que a equipe vem fazendo nos últimos jogos.

“Precisamos continuar jogando, buscando o resultado e neutralizando o que o adversário tem de melhor, que é o contra-ataque. Nós precisamos no sábado impor uma condição de jogo, fazer o nosso jogo fluir e ser decisivo em momentos que as oportunidades surgirem”, disse o treinador.

PRIMAVERA
Do outro lado, técnico Ademir Fesan também irá colocar o Primavera com força máxima em campo, já que todos os jogadores estão a disposição para ajudar na briga pro esse tão sonhado título. A equipe viajou na manhã desta sexta-feira (11) e já está em Lins. O comandante afirmou que o objetivo maior era mesmo o acesso, mas que caso o título venha também chegará em boa hora para a história do clube.

“Ainda tem a final, e a gente quer o título, sim. Mas sabemos também que o acesso é muito importante. Demora um pouco para cair a ficha, porque o Primavera é um clube que, em um primeiro momento, o objetivo é não cair. No segundo momento, o objetivo é classificar. As coisas foram acontecendo, nós fomos evoluindo na competição”, afirmou o comandante.


Fonte: Futebol Interior