Atualidades: 3 problemas globais enfrentados pelas mulheres


As mulheres estão envolvidas em todas as partes da sociedade. Entretanto, alguns assuntos afetam e tocam o público feminino muito mais do que outros.

Do poder do voto feminino aos direitos reprodutivos e às disparidades salariais, há inúmeros problemas que afetam a liberdade total das mulheres, resultando em estatísticas assustadoras.

Esse é um tema relevante e, por isso, tem aparecido em provas de vestibulares, no Enem e em concursos. Listamos a seguir três problemas globais vividos pelas mulheres, que tal acompanhar?

Sexismo e preconceito de gênero

O “teto de vidro” é uma frase popular que as mulheres têm se esforçado para romper por décadas. Refere-se à igualdade de gênero, principalmente na força de trabalho, e um grande progresso foi feito ao longo dos anos.

Não é mais incomum que mulheres administrem negócios, até mesmo as maiores corporações, ou tenham cargos em cargos de chefia. Muitas mulheres também realizam trabalhos tradicionalmente dominados por homens.

Apesar de todo o progresso que foi feito, o sexismo ainda pode ser encontrado. Pode ser mais sutil do que antes, mas aparece em todas as partes da sociedade, desde a educação e a força de trabalho até a mídia e a política.

Leia mais – Atualidades: Entenda o que é sexismo

Violência doméstica

A violência doméstica é outra grande preocupação das mulheres, embora esse problema também afete os homens. Estima-se que 1,3 milhão de mulheres e 835 mil homens são agredidos fisicamente por seus parceiros a cada ano. Mesmo a violência no namoro entre adolescentes é mais prevalente do que muitos gostariam de admitir.

O abuso e a violência também não vêm em uma única forma . De abuso emocional e psicológico a abuso sexual e físico, este continua a ser um problema crescente.

A violência doméstica pode acontecer a qualquer pessoa, mas o mais importante é pedir ajuda. Existem muitos mitos em torno deste problema e um incidente pode levar a um ciclo de abuso.

Mutilação genital feminina

Em uma escala global, a mutilação genital feminina tornou-se um motivo de preocupação para muitas pessoas. As Nações Unidas vêem a prática de cortar os órgãos genitais de uma mulher como uma violação dos direitos humanos e está se tornando um tema comum de diálogo.

A prática está inserida em várias culturas em todo o mundo. É uma tradição, muitas vezes com laços religiosos, que visa preparar uma jovem (muitas vezes com menos de 15 anos) para o casamento. Ainda assim, o preço emocional e físico que isso pode custar é grande.

 

Fonte: Notícias Concursos