Cruzeiro oficializa Mozart como substituto de Felipe Conceição


Brasileiro

Cruzeiro oficializa treinador recém demitido de time do Brasileirão

Mozart deixou a Chapecoense há duas semanas e vai voltar a trabalhar com Rodrigo Pastana

Publicado em 10/06/2021
por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 10 (AFI) – O Cruzeiro oficializou no início da noite desta quinta-feira quem será o substituto de Felipe Conceição, demitido na última quarta. Trata-se de Mozart, ex-Chapecoense e CSA.

O novo treinador celeste inicia os trabalhos na tarde desta sexta-feira, quando comanda o primeiro treinamento na Toca da Raposa 2. Mozart chega acompanhado do auxiliar Denis Iwamura e o preparador físico Jackson Maciel Schwengber.

VEJA O ANÚNCIO OFICIAL

“Sentimento de alegria e ao mesmo tempo de responsabilidade. Me sinto preparado e honrado de estar representando esse clube. O que eu posso garantir é muita dedicação, muito trabalho. Nesse período de cinco, seis meses, temos como missão retornar esse clube para a Série A do Brasileiro”, disse Mozart.

Mozart foi anunciado como novo treinador do Cruzeiro

Mozart foi anunciado como novo treinador do Cruzeiro

Essa será a terceira vez que Mozart vai trabalhar com Rodrigo Pastana, anunciado como novo diretor de futebol do Cruzeiro no último final de semana. Os dois estiveram juntos no Coritiba e no CSA, ambos em 2020.

MAIS SOBRE ELE
Ex-volante de Paraná, Coritiba, Flamengo, Palmeiras, Bordeaux-FRA, Reggina-ITA, Spartak Moscou-RUS e Livorno-ITA, Mozart tem 41 anos e o Cruzeiro será apenas o seu terceiro clube como treinador.

Depois de trabalhar nas categorias de base e como auxiliar-técnico do Coritiba, Mozart fez um grande trabalho no CSA na última Série B do Brasileiro e quase conquistou o acesso à elite. Na sequência, se transferiu para a Chapecoense.

No Verdão do Oeste, Mozart não conseguiu ter sucesso e ficou apenas oito jogos, sendo demitido após o vice-campeonato catarinense, há cerca de duas semanas. Desde que ficou livre no mercado, o treinador foi procurado por Ponte Preta e Vitória – ambos da Série B -, mas acabou recusando as propostas.


Fonte: Futebol Interior