Dois anos após morte de ator de Chiquititas, ex-namorada ainda recebe ameaças



Nesta quarta-feira (9), completou-se dois anos do assassinato do ator Rafael Miguel, ex-Chiquititas, e dos seus pais. A motivação do crime ainda está sendo investigada pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, mas o patriarca de Isabela Tibcherani, ex-namorada do artista, é apontado como causador do incidente – ele ainda está foragido. 

Mesmo após esses anos, a jovem de 20 anos ainda recebe ameaças nas redes sociais, sendo acusada de culpada pela morte de Rafael. “Tenho de ler coisas do tipo, ‘enquanto você está aí vivendo, o Rafael e os pais dele estão mortos, por culpa sua’, ‘como você consegue ficar aí postando foto nas redes sociais depois de tudo que seu pai fez?’, ‘você provavelmente sabia e ainda deve ter ajudado’. Isso é muito triste”, contou em entrevista ao UOL. 

Tibcherani confidenciou ainda que a dor da morte do rapaz não passa: “Foi a última vez que nos vimos, que fomos felizes, de fato, e esse dia me marca muito. As lembranças se tornam muito vivas nessas datas. Hoje, eu encaro como posso, com um olhar mais maduro e decidido, mas não deixa de doer”. 

Ao falar sobre o pai, ela o descreveu como um “homem agressivo, possessivo e egoísta” e destacou: “Sinto que não sou a mesma pessoa de dois anos atrás, tanto em pontos positivos quanto negativos. É uma luta constante de autoconhecimento e aceitação.” 





Fonte: iBahia