Ex-Ponte, João Brigatti analisa propostas visando segundo semestre


Brasileiro

Ex-Ponte, vice-campeão da Série C analisa propostas visando segundo semestre

No ano passado, o treinador comandou a Ponte Preta no Paulistão e o Paysandu na Série C

Publicado em 01/06/2021
por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 01 (AFI) – As Séries A, B e C do Campeonato Brasileiro já tiveram seu início com a primeira rodada no último final de semana, enquanto a Série D tem início neste sábado (05), com 64 clubes em busca do acesso. Diversos times ainda continuam se planejando para o restante da temporada, com contratações e mudanças de treinadores e jogadores.

DE OLHO

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Com muitas mudanças em seus comandos, clubes das quatro divisões tentam realizar boas campanhas e de olho nesse mercado está o técnico João Brigatti, que teve um bom ano de 2020, e tem analisado algumas situações para voltar a comandar uma equipe.

No ano passado, o treinador comandou a Ponte Preta no Paulistão, livrando o time do rebaixamento e levando até a semifinal, já no Brasileiro da Série B chegou até a liderar a competição e deixou a equipe na terceira posição. Já no Paysandu, levou o time à segunda fase da Série C do Brasileiro.

CARREIRA

Ex-goleiro da Ponte Preta, João Brigatti teve algumas passagens pelo clube como interino e como efetivo, totalizando 53 jogos com 23 vitórias, 16 empates e 14 derrotas, além de ser campeão do Troféu do Interior, e ter levado a equipe a quarta fase da Copa do Brasil em duas oportunidades, em 2018 e 2020. No Paysandu, em sua primeira passagem, deixou o clube de forma invicta em 2019 com oito jogos, cinco vitórias e três empates.

Na segunda passagem foram 12 jogos, com seis vitórias e levou a equipe às quartas de final da Série C do Brasileiro e em 2021 comandou o Santa Cruz-PE no campeonato Estadual e na Copa do Nordeste e classificou a equipe para segunda fase da Copa do Brasil.

O grande momento do treinador foi em 2019, quando assumiu o Sampaio Corrêa-MA na Série C do Brasileiro e chegou a marca de seis jogos de invencibilidade e uma sequencia de cinco vitórias, que na oportunidade garantiu a classificação para segunda fase com três rodadas de antecedência e chegou a final ficando com o vice-campeonato e o acesso à Série B do Brasileiro.


Fonte: Futebol Interior