Marcelo Cabo exalta postura do Vasco em relação ao combate a homofobia


Rio de Janeiro, RJ, 28 (AFI) – Com a vitória por 2 a 1 sobre o Brusque, o Vasco colou no G-4. Sexto colocado, soma 10 pontos, dois a menos que o Sampaio Corrêa, atualmente na quarta colocação. O treinador Marcelo Cabo celebrou o resultado e o fato de o time não ter desistido do resultado até o fim.

Além disso, fez questão de exaltar a postura do Vasco em ação contra a homofobia.

A HISTÓRIA DO VASCO

Cabo disse que é importante apoiar a causa e que o clube prega respeito a todos os segmentos.

“Eu acho que a nossa social hoje resumiu tudo. Respeito. Respeito pela causa, a gente entende que a causa merece respeito. A gente apoia dentro daquilo que é a história do Vasco. A gente prega respeito a todos os segmentos. Apoiar a causa é importante porque tem dados muitos relevantes quando a gente vai esmiuçar. É sempre importante estar apoiando”, declarou o treinador.

DOMÍNIO DO JOGO

Dentro das quatro linhas, a análise de Marcelo Cabo sobre o jogo foi positiva. Para o técnico do Vasco, a equipe fez uma boa partida, em que teve o controle do jogo na maior parte do tempo. Segundo ele, a entrada de Matías Galarza no time fez com que o jogo fosse um pouco mais tranquilo.

“A gente teve um jogo muito controlado. O Brusque teve maior posse de bola. O goleiro deles é um dos melhores com o pé. A gente teve muito equilíbrio. A gente teve o controle do jogo. A entrada do Matías foi muito boa. A gente sempre teve jogo seguro, bem controlado e desenhado. Depois que fizemos o gol, tivemos o controle. Coloquei o Léo Jabá para que a gente tivesse saída pelo lado direito”, analisou.

PRÓXIMO JOGO

Na próxima quinta-feira, o Vasco encara o Goiás, na Serrinha, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, às 19h.


Fonte: Futebol Interior