‘No Limite’: Íris Stefanelli aposta em Kaysar ou Gui Napolitano como possíveis eliminados | No Limite


Íris Stefanelli teve uma experiência única em No Limite: vivenciar o dia a dia das duas tribos no reality. Mas, ao ser mandada para a Calango, a mineira não conseguiu virar o jogo e foi a sétima eliminada da disputa. Em entrevista ao Gshow, ela lembra a expectativa da Carcará no dia da troca. A equipe foi avisada que deveria levar todos os pertences para a Prova do Privilégio.

“Já comecei a esperar de tudo. A mudança de tribo, achei ruim, porque a tribo Calango é muito querida, mas a tribo Carcará é muito mais forte. Então, eu sabia que, se fosse eu, seria prejudicada”.

“A pessoa que vai pra outra tribo, independentemente de ser legal ou não, é alvo. E aí, triste, saí, não tinha como”, completa.

Íris Stefanelli é a sétima eliminada do 'No Limite'

Íris Stefanelli é a sétima eliminada do ‘No Limite’

Porém, a apresentadora aposta que outro participante também estava ameaçado na competição e acredita que ele possa ser o próximo eliminado.

“Se for na Calango, pelo jogo que eu estava, o Kaysar. Eu até me assustei, porque ele levou um voto também. Quase que eu fico ali na Calango, porque pelo que senti, eu tomei três votos e o Kaysar, dois: um meu e um de alguém que eu não sei quem foi. Então, também não estava muito bom pro Kaysar ali, não”, diz ela.

Íris comenta desentendimento com Kaysar no 'Bate-Papo No Limite'

Íris comenta desentendimento com Kaysar no ‘Bate-Papo No Limite’

Mas, caso a Carcará seja derrotada na Prova da Imunidade, quem a ex-participante vê como o próximo a deixar a disputa?

“O Gui, que reclamou porque ele quase foi (mandado para a Calango). Está entre o Kaysar e o Gui, até onde eu consigo entender o jogo”.

Gui revela surpresa ao ficar empatado com Íris na votação para mudar de tribo — Foto: Globo

Íris também diz acreditar que, se não fosse a mudança de tribo, teria ido longe no jogo graças à união feminina na equipe.

“Se eu estivesse na Carcará, teria ido para a Final. Porque se uma terceira pessoa, independentemente de quem fosse, me segurasse ali, ela ia me segurar nas outras também.”

“Já tinha fechado ali, já estava torcendo para as meninas, Elana e Paula. Então, ia ser recíproco, tudo dando certo. Eu acho que elas também iam, de uma forma, proteger as mulheres.”

Tribo Carcará comemora vitória na Prova do Privilégio do sexto episódio do ‘No Limite’ — Foto: Globo

Sobre alguns desentendimentos que teve ao longo do programa, a ex-participante nega que tenha ficado algum ressentimento.

“Com a Ariadna, nem chegou a ser uma discussão. Nossa conversa foi gigantesca, foi só uma coisa de opinião, ela falou com jeito comigo ali. Com o Kaysar, sim, foi uma discussão, mas eu o adoro, a gente se entendeu depois”, conta.

Ela também lembra o incômodo com Angélica, da tribo Calango, logo no início do reality. “Com a Angélica, fiquei estressada com o jeito dela no jogo. Mas também prefiro gente que causa do que não acontecer nada”, completa.

Relembre: Íris Stefanelli repreende comemoração de Angélica na estreia do ‘No Limite’: ‘É abusada!’

'Bate-Papo No Limite': Íris Stefanelli conta que bloqueou Angélica nas redes sociais

‘Bate-Papo No Limite’: Íris Stefanelli fala que bloqueou Angélica nas redes sociais

A mineira cita dormir na chuva e “ter que brigar para tomar banho” como os piores momentos no reality, mas lembra das vitórias nas provas como os momentos mais felizes. “No geral, aprendi muito”, finaliza.

Reveja o sétimo episódio do ‘No Limite’:

📌 Siga o No Limite nas redes sociais 👇



Fonte: Gshow