Pelo Brasileirão, entre os paulistas, apenas o Bragantino venceu


Brasileiro

Sérgio Carvalho: No Brasileirão, entre os paulistas, só o Bragantino venceu

São Paulo empatou, mas Palmeiras, Santos e Corinthians perderam seus jogos. O Braga venceu a Chapecoense

Publicado em 01/06/2021
por Agência Futebol Interior

O futebol paulista tem cinco clubes na Série A do Campeonato Brasileiro, mas, na primeira rodada desta competição apenas o Bragantino venceu e convenceu. Os demais, ou só empataram ( caso do São Paulo) ou simplesmente perderam (casos de Santos, Palmeiras e Corinthians).

A pior derrota foi a do Santos, que levou um passeio do Bahia, lá em Salvador (3×0) e mostrou que, se não houver uma mudança radical na maneira de trabalhar da atual diretoria e da nova comissão técnica, o Peixe passará a ser considerado um dos clubes mais ameaçados pelo rebaixamento no final deste campeonato.

MAIS DERROTAS
A derrota do Palmeiras, por sua vez, deve ser considerada normal, porque, afinal, encarou um dos favoritos ao título brasileiro da temporada, o Flamengo e jogou lá no Maracanã, o que de certa forma também ajudou o rubro negro carioca a vencer.

O Corinthians mostrou que tem mesmo um elenco frágil e que a contratação de Silvinho para ser seu novo treinador não foi uma boa escolha da diretoria.

Fluminense foi melhor do que o São Paulo

Fluminense foi melhor do que o São Paulo

Quanto ao São Paulo, ainda sob os efeitos da ressaca provocada pela conquista do título paulista, foi pior que o Fluminense no jogo do Morumbi, mas ainda conseguiu segurar um honroso empate dentro de seu estádio.

BRAGA EXALTADO
Quanto ao Bragantino, merece ser exaltado pelo seu primeiro resultado no Brasileirão 2021. Primeiro porque foi fora de casa e diante de uma equipe que sempre valoriza o fato de jogar em casa (a Chapecoense).

Mesmo assim, o Braga jogou um futebol de bom nível, não deu chance de reação ao adversário e chegou a um placar clássico, de 3 a 0, que não deixou margem à dúvidas quanto a sua superioridade nos dois tempos do jogo.

Aliás, já a algum tempo venho dizendo aqui que o Bragantino vai se transformar num dos grandes clubes do futebol brasileiro e talvez até Sul-americano. Tem dinheiro em caixa, seu elenco é de bom nivel assim como sua comissão técnica e a infra-estrutura de seu departamento de futebol é de primeiro mundo.

Ytalo marcou o primeiro gol do Bragantino

Ytalo marcou o primeiro gol do Bragantino

VAI DESLANCHAR
Acredito que, assim que o Braga ganhar seu primeiro título importante, vai deslanchar de vez e a partir dali se firmará como um dos mais poderosos clubes do futebol brasileiro. Se não melhorarem suas estruturas muitos dos chamados grandes clubes do futebol paulista ficarão atrás do Braga nos torneios ou campeonatos que disputarem. Podem acreditar.

E para terminar, vamos falar um pouco das agradáveis surpresas que foram Bahia, Fortaleza e Ceará nesta primeira rodada do Brasileirão. No caso do tricolor baiano, seu time deu um baile no confuso time dirigido pelo polêmico Fernando Diniz.

Foi mesmo um passeio. O Peixe não viu a cor da bola. E os mesmos erros que vimos acontecer no São Paulo de Diniz, agora passamos a observar no Santos deste ainda jovem treinador.

UM ESTILO SÓ

Ceará venceu o Grêmio no Castelão

Ceará venceu o Grêmio no Castelão

Diniz seria talvez um bom técnico para um clube mediano do interior, mas jamais será um técnico competente o necessário para dirigir um dos grandes clubes brasileiros.

É o técnico de um esquema só. Seu time insiste em tocar bola à frente de seu próprio goleiro e não evolui ofensivamente. Leva gols incríveis por descuidos bisonhos de sua defesa.

Não demora muito e a diretoria do Santos não vai aguentar mais e vai demitir sumariamente o atual treinador de seu time principal.

O Fortaleza conseguiu brilhante virada em cima do Atlético Mineiro, em BH. Foi uma prova de força, de auto confiança. Enquanto isso, o Ceará sofreu mas venceu o Grêmio em Fortaleza, numa partida bem disputada e com cinco gols marcados. Bela vitória e aplausos para o bom futebol do clube cearense.


Fonte: Futebol Interior