PIX já tem cerca de 253,5 milhões de chaves cadastradas


O PIX é o sistema de pagamentos e transferências instantâneas desenvolvido pelo Banco Central (BC) em novembro de 2020. Sendo assim, seis meses após seu lançamento, o sistema acaba de atingir 253,5 milhões de chaves em 31 de maio, com 87,6 milhões de cadastros feitos por pessoas físicas e 5,8 milhões de empresas.

Os dados foram divulgados na noite desta segunda-feira pelo diretor do Banco Central, João Manoel de Pinho Mello, durante participação em um evento da FGV. Deste modo, ele informou que de acordo com dados oficiais, 2 bilhões de transações foram feitas via PIX, movimentando R$ 1,4 trilhão desde novembro de 2020 até o último dia de maio.

O diretor pontuou ainda que o PIX ganha cada vez mais importância no comércio. Nesse contexto, em novembro de 2020, 87% das transações eram feitas de pessoas para pessoas (P2P) e 5% eram de pessoas para empresas (P2B). Agora, com a popularização do sistema e graças às vantagens nele existentes, 75% são de P2P, e 12% são de P2B.

Pedro Mello comentou que a maior parte das transações ainda ocorrem entre pessoas e microempreendedores, que optam por ter acesso a várias opções de pagamentos. Mesmo assim, o diretor do Banco Central espera que o número de transações entre empresas aumente ainda mais, com a padronização do QR Code e maior adoção do PIX como forma de pagamento.

Novidades da ferramenta para 2021

Como o PIX já se tornou um fenômeno entre os brasileiros, o Banco Central anunciou que diversas novidades chegarão ao sistema nesse ano de 2021. Entre elas, pode-se citar, por exemplo, o PIX por aproximação, que é uma nova funcionalidade com o objetivo de facilitar pagamentos simples, que não exigem autenticação e a dinâmica de pagamentos offline.

As duas principais funcionalidades que estão sendo lançadas agora são o PIX Saque e PIX Troco. Sendo assim, as novas funcionalidades prometem tornar ainda mais fácil e instantânea a maneira como usuários administram o dinheiro em mãos e o troco recebido por transações.

Deste modo, as novidades do PIX em 2021 vêm para facilitar ainda mais a vida dos brasileiros que pretendem fazer pagamentos e transações instantâneas. Além disso, as funcionalidades novas estimulam que empresas adotem o PIX para pagamento, pela popularidade do sistema entre usuários e clientes.

Amazon vai adotar o PIX como forma de pagamento

A Amazon pretende adotar o PIX para pagamento no seu comércio eletrônico. A informação foi confirmada pelo gerente da Amazon Brasil, Daniel Manzini, na última terça-feira (1º) durante uma coletiva de imprensa.

Deste modo, segundo o executivo, ainda não há uma data para o lançamento do pagamento via PIX, mas ele já está em fase de testes internos dentro do site da empresa. Então espera-se que o sistema possa já ser adicionado nas formas de pagamento do site da empresa em breve.

“Nós pensamos, também, em dois pontos importantes: toda pessoa consegue pagar na Amazon hoje em dia? Sim. Nós temos cartão de crédito e boleto, que é um método universal. E a segunda coisa que a gente quer é saber o que as pessoas estão usando online. Então, sim, nós vamos lançar o PIX em breve”, explicou o gerente.

Fonte: Notícias Concursos