Rafael Cardoso dá detalhes sobre o que motivou cirurgia cardíaca: ‘bomba relógio’



Rafael Cardoso foi diagnosticado este ano com miocardiopatia hipertrófica, que é uma doença cardíaca capaz de gerar morte súbita, principalmente nos mais jovens. Com isso, o ator precisou realizar uma cirurgia para implementar um CDI (Cardioversor-Desfibrilador Implantável), que é um tipo de marca-passo. 

Em uma live com o cardiologista Eduardo Saad, responsável pelo seu procedimento, o galã explicou que quatro familiares acabaram morrendo em decorrência do problema. Cabe ressaltar que Cardoso descobriu a enfermidade após testar positivo para Covid-19. 

“Eu nunca senti nada, fazia muita atividade física. Jogava futebol três vezes por semana, nadava, fazia crossfit, corria. Também tinha uma rotina de trabalho intensa. Quando peguei o resultado dos exames vi que era uma bomba relógio que poderia explodir a qualquer momento”, contou o global.

O resultado dos exames mostrou que o coração dele estava com 20 milímetros de hipertrofia e 14% de fibrose.

Na oportunidade, ele ainda mostrou o local da cirurgia sob a camisa, ainda com o curativo, e ressaltou que, após recuperação, sua vida continuará normalmente: “É importante dizer que a vida vai seguir normal, em breve quero voltar a fazer o que eu gosto, que é acordar às 5h da amanhã, correr na praia e dar um mergulho ao nascer do sol. É uma tecnologia que pode prevenir uma morte súbita, então temos mais é que usar”. 

Confira:





Fonte: iBahia