Remo x Guarani – Embalado, Bugre joga por uma vaga no G-4 da Série B


Belém, PA, 21 (AFI) – Embalado com a vitória diante da arquirrival Ponte Preta, o Guarani segue sua busca por uma vaga no G-4 diante do Remo, nesta terça-feira, às 21h30, no estádio Baenão, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Diferente do Leão, que quer se distanciar da zona de rebaixamento.

Na última rodada, o Guarani bateu a Ponte Perta por 1 a 0. O triunfo foi importante para colocar o time na quinta colocação, com oito pontos, mesma pontuação do Botafogo, que aparece na quarta colocação. O líder é o Náutico, único com 100%, com 15.

O Remo, que teve o jogo contra o Avaí adiado no último final de semana, aparece na 14ª colocação, com cinco pontos, um na frente do Confiança, o primeiro dentro da zona de rebaixamento. O Leão ainda está se firmando no seu retorno à Série B.

COMO VEM O BUGRE?

O Guarani terá desfalques importantes para encarar o Remo. O técnico Daniel Paulista não poderá contar com Régis e Bruno Sávio, suspensos pelo terceiro cartão amarelos. Andrigo e Lukão do Break são as opções. O treinador ainda poderá mudar a equipe por causa do desgaste físico.

Isso sem contar o zagueiro Carlão. O jogador deixou o campo com dores, diante da Ponte Preta, e é dúvida. Ronaldo Alves poderá iniciar o duelo entre os titulares.

“A gente precisa virar a chave, comemoramos bastante, todos os jogadores queriam muito ganhar o Dérbi, mas hoje precisamos pensar no Remo, jogar do jeito que estamos jogando, impor nosso ritmo. Temos totais condições de sair com os três pontos, mas temos que respeitar o Remo, que é uma equipe forte, vem em ascensão também”, disse o zagueiro Thales.

OLHO NO LEÃO!
O Remo não entrou em campo diante do Avaí, na última rodada, pois o duelo foi adiado. Com isso, o Leão segue com os desfalques habituais, entre eles, os zagueiros Rafael Jansen e Sueliton, os laterais Marlon e Wellintgon Silva, além do volante Anderson Uchôa, suspenso. O treinador escondeu o time, que contará com o retorno do atacante Lucas Tocantins.

“Infelizmente o jogo contra o Avaí não pôde acontecer, mas o time acabou ganhando mais um time de descanso. Temos que focar nas coisas positivas. Agora é pensar no Guarani, buscar fazer um grande jogo para conquistar um resultado positivo”, falou o treinador.


Fonte: Futebol Interior