São João: nutricionista ensina como aproveitar as comidas típicas sem peso na consciência


A dentista Larissa Amorim é apaixonada por São João e, mesmo mantendo uma rotina alimentar equilibrada e fazendo exercícios regularmente, já desenvolveu uma estratégia para aproveitar as comidas típicas. “Tudo na vida é equilíbrio. Me permito comer um pedaço de cada coisa, até porque festa junina é só uma vez no ano. É possível saborear sem exagero. No dia seguinte voltou aos meus hábitos saudáveis”, explicou. 

Na entrevista, Larissa contou que guarda boas lembranças das comemorações juninas, principalmente no que se refere a comida. “Minha relação com o São João é antiga. Comecei a viajar para o interior da Bahia bem novinha para aproveitar as festas, o forró e as comidas. Tenho uma lembrança marcante de um festejo no sertão de Riachão de Jacuípe, em uma casa bem simples, de uma recepção calorosa, onde comi o melhor bolo de milho cremoso da vida”, relatou a dentista, que garantiu que para um bom São João não pode faltar canjica, amendoim, licor e bolos (milho e aipim). 

Para quem assim como Larissa Amorim é adepto de uma rotina de vida mais saudável e também é apaixonado pelas comidas juninas, o nutricionista José Neto garantiu que é possível aproveitar sem culpa. “Comer um pouco a mais no São João não vai estragar seu processo de emagrecimento, hipertrofia ou sua saúde. Você só não pode fazer disso uma rotina”, alertou Neto. 

Mesa junina | Foto: divulgação / Assessoria de Imprensa

A estratégia de Larissa, de comer um pouco de cada coisa, é uma boa saída para aproveitar sem peso na consciência. Além desta, o nutricionista trouxe orientações infalíveis para um aproveitamento de comidas típicas equilibrada. Confira: 

  •  Evite passar o dia sem comer. “Muitas pessoas ficam sem comer durante o dia para ‘equilibrar’, mas na verdade isso é pior. Ir para uma festa com fome é pedir para atacar tudo. Faça suas refeições normalmente”, aconselhou o especialista de nutrição. 
  • Faça seu prato de petiscos com um pouco de tudo. “Quando você faz um pratinho de tudo que quer comer, você visualiza e calcula uma quantidade razoável. Sem isso, as chances de você dar várias voltinhas na mesa de petiscos é gigante, ainda mais bebendo”, explicou. 
  • Fruta não é decoração. “Provavelmente haverá frutas. Começar a refeição por elas é uma ótima decisão. Além de te saciar mais rápido, você estará consumindo fibras e nutrientes importantes para que no outro dia você acorde bem”, pontuou José Neto. 
  • Independente do sabor do licor, beba com moderação,. “Alguns licores são menos calóricos que os outros, mas não devemos nos preocupar só com as calorias. Todos eles vão agredir da mesma maneira nosso corpo, por causa do processo inflamatório e diurético que o álcool proporciona ao nosso corpo”, alertou Neto, que também separou um comparativo de licores e calorias. Veja: 

Licor de jenipapo 100 ml 81 kcal 

Licor de graviola 100 ml 61,6 kcal 

Licor de tamarindo 100ml 276 kcal

Licor de passas 100ml 300 kcal 

Licor de jabuticaba 100ml 58kcal 

Licor de banana 100 ml 105 kcal 

Licor de pimenta 100 ml 20 kcal 

  •  A água deve ser seu maior aliado. “Alternar um copo de bebida e um copo de água é o melhor truque de todos. Isso diminuirá a ressaca do dia seguinte, vai te saciar e ainda ajudará o seu corpo a lidar com todas as gostosuras da festa”, reforçou. 
  • Cuidado com o seu comportamento no dia seguinte ao momento de comemoração. “O café da manhã depois da festa é muito importante. Sei que o resto da ceia já foi o seu café da manhã um dia, mas para que seu cérebro (e corpo) entenda que essa pisada na jaca não será o ‘novo normal’ é importante que você mantenha a sua rotina”, esclareceu. 
  • Não caia nas armadilhas amplamente divulgadas na internet. Suco detox não faz milagre. “A bebida não vai ajudar você da maneira que você espera. Primeiro que você não vai engordar da noite pro dia. Ganhou uma leve retenção? Apenas se alimente bem. O suco detox tem várias propriedades antioxidantes que fazem bem para o corpo, mas não espere que ele te emagreça imediatamente”. 

Observação do nutricionista: “Para quem está mantendo uma dieta mais restritiva ou, até mesmo, fazendo regime, em que o ideal é consumir alimentos mais naturais, sem adição de açúcares, sal ou gorduras em excesso, também há algumas opções para aproveitar sem culpa. Milho verde cozido, a batata-doce assada, o pinhão, o cuscuz e a pipoca são algumas opções saborosas”, finaliza. 

José Neto – Nutricionista ortomolecular e esportivo –  CRN 13145
Instagram profissional @nutri.ortomolecular





Fonte: iBahia