Seleção brasileira tenta manter 100% diante do Equador


Eliminatórias – América do Sul

Brasil x Equador – Seleção brasileira tenta manter 100% diante de adversário direto

Após seis meses de espera, a seleção brasileira voltará à campo pelas Eliminatórias

Publicado em 03/06/2021
por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 03 (AFI) – Após seis meses de espera, a seleção brasileira voltará à campo pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar em 2022. O retorno aos gramados será diante do Equador, na noite desta sexta-feira (03), a partir das 21h30, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela sétima rodada.

Com 100% de aproveitamento, a seleção brasileira é a líder das Eliminatórias com 12 pontos conquistados, dois acima da Argentina, que pode assumir a liderança em caso de um tropeço do Brasil. Nos primeiros quatro jogos, a Seleção superou Bolívia (5 a 0), Peru (4 a 2), Venezuela (1 a 0) e Uruguai (2 a 0). O Equador corre por fora, com nove pontos, na terceira colocação.

NOVIDADES

Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Para a volta das Eliminatórias, a seleção comandada por Tite terá novidades em relação ao time que jogou pela competição em novembro de 2020.

A principal delas é a saída de Firmino do time titular, o que coloca a disputa da vaga no ataque da seleção entre Gabriel Jesus, Gabigol e Richarlison.

Outra mudança deve ser a entrada de Alex Sandro na vaga de Renan Lodi, titular nos quatro primeiros jogos das eliminatórias, além da entrada de Paquetá na equipe principal.

Suspenso diante do Equador por ter levado dois cartões amarelos nos últimos jogos da seleção, Douglas Luiz também deixa o time titular para a entrada de Fred. O zagueiro Thiago Silva e o meia Everton Ribeiro fazem um trabalho de recuperação no departamento médico e não dever ir para a partida.

SEM MEDO?

O Equador de Mena, Caicedo e Valência parece estar disposto a surpreender a seleção brasileira no Beira Rio. Caso os equatorianos, que terão força máxima para encarar a seleção vençam a partida por quatro ou mais gols de diferença, ultrapassam o líder Brasil na tabela de classificação das Eliminatórias. O treinador Gustavo Alfaro reconheceu a dificuldade, mas afirmou não temer a seleção de Tite.

“Nós temos a consciência que o Brasil é melhor, mas isso não quer dizer que nos sentimos inferiores. Vejo o nosso time com muita capacidade de encarar o adversário e causar inúmeras complicações”, disse o treinador em entrevista coletiva.


Fonte: Futebol Interior