Seleção FI do Brasileirão vem diversificada e com treinador português


Brasileiro

Seleção FI do Brasileirão vem diversificada e com treinador português

Os melhores da terceira rodada são comandados por António Oliveira, do Athletico-PR

Publicado em 13/06/2021
por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) – O Campeonato Brasileiro tem dois líderes após a terceira rodada, que ainda não terminou. Por conta da Copa América – a Arena Pantanal vai receber jogos -, o confronto entre Cuiabá e Atlético-GO, marcado para essa segunda-feira, acabou sendo adiado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Fortaleza e Athletico-PR surpreenderam mais uma vez e dividem a liderança com nove pontos em três jogos. Além deles, Flamengo e Atlético-GO são os outros times com 100% de aproveitamento, mas ambos têm uma partida a menos.

Por outro lado, Grêmio e América-MG são os únicos que ainda não pontuaram no Brasileirão. Atual campeão paulista, o São Paulo segue decepcionando e está na zona de rebaixamento, com apenas um ponto. O Internacional reagiu após a demissão de Miguel Ángel Ramírez e somou sua primeira vitória ao bater o Bahia.

Marcinho brilhou na vitória do Athletico-PR sobre o Grêmio (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Marcinho brilhou na vitória do Athletico-PR sobre o Grêmio (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

CONFIRA A SELEÇÃO FI DA 3ª RODADA:

Jailson evitou a derrota no Palmeiras para o Corinthians (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)

Jailson evitou a derrota no Palmeiras para o Corinthians (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)

Goleiro: Jaílson (Palmeiras)
Jaílson esteve inspirado no clássico paulista. O goleiro do Palmeiras trabalhou e deu dor de cabeça aos pressionados jogadores do Corinthians. Jaílson fez uma defesaça em chute de Mateus Vital ainda no primeiro tempo.

Logo depois, ele pegou uma finalização de Gabriel na pequena área. Outra bela defesa do goleiro palmeirense foi no segundo tempo em falta batida por Fábio Santos. Se Abel Ferreira acredita que o Palmeiras perdeu dois pontos, esse conquistado foi graças a Jaílson.

Lateral-direito: Marcinho (Athletico-PR)

Sua contratação foi bastante criticada por conta de um problema extra-campo, mas vem dando resultado dentro das quatro linhas. Na importante vitória sobre o Grêmio, por 1 a 0, em Porto Alegre, Marcinho foi quem deu a assistência para Matheus Babi marcar o único gol do jogo.

Zagueiro: Felipe Santana (Chapecoense)
Discreto e firme, deu segurança a defesa da Chapecoense que pela primeira vez não sofreu gol no Campeonato Brasileiro. Conseguiu anular o atacante Cléber, do Ceará.

Zagueiro: Rafael Foster (Juventude)
Jogando na Vila Belmiro, o Santos teve mais posse de bola, tentou algumas jogadas ofensivas, mas esbarrou em uma defesa bem postada do Juventude, liderada por Rafael Forster, que impediu o Peixe de furar a marcação e sair com a vitória.

Gabriel marcou o gol de empate do Corinthians (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)

Gabriel marcou o gol de empate do Corinthians (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)

Lateral-esquerdo: Egídio (Fluminense)
Com Paulo Henrique Ganso apagado, as principais jogadas de perigo do Fluminense no empate com o Red Bull Bragantino foram através da bola parada. E Egídio estava em todas. Foi ele, inclusive, que cobrou o escanteio que originou o gol de Caio Paulista.

Volante: Gabriel (Corinthians)
Correu, marcou, desarmou, fez o passe e apareceu para marcar o gol do Corinthians no clássico com o Palmeiras. Uma grande atuação que serve como alento pra ele mesmo, de atuações irregulares. E também para animar o técnico Sylvinho que tem um elenco muito fraco em suas mãos.

VEJA O GOL DO GALO NO SÃO PAULO

Volante: Jair (Atlético-MG)
Foi o escolhido para substituir Tchê Tchê e não decepcionou. É um volante que chega muito bem ao ataque e ainda vai muito bem na proteção da zaga. Foi ele o autor do gol na vitória sobre o São Paulo.

Meia: Hyoran (Atlético-MG)
Taticamente perfeito em campo. Deu trabalho para o lateral-esquerdo Reinaldo, ajudou defensivamente e ofensivamente, auxiliando Hulk no ataque.

Taison fez sua melhor partida no retorno ao Internacional (Foto: Lucas Uebel/Internacional)

Taison fez sua melhor partida no retorno ao Internacional (Foto: Lucas Uebel/Internacional)

Meia: Taison (Internacional)
Teve a sua melhor apresentação com a camisa colorada após sua volta ao clube. Foi apenas seu oitavo jogo, mas se constituiu numa peça chave para a vitória em cima do Bahia. Ajudou na marcação e se tornou no ‘homem do passe’ para o contra-ataque. Revelado no Inter em 2008, Tailson ficou todo este tempo na Ucrânia e agora volta ao clube de coração para brilhar.

Atacante: Ytalo (Red Bull Bragantino)
Teve uma noite de garçom no último domingo. Deu um passe de letra para Lucas Evangelista abrir o placar e depois fez um lançamento preciso para Artur ampliar. Cansou no final da partida depois de brigar bastante com os zagueiros do Fluminense.

António Oliveira deu um nó tático no Grêmio (Foto: Gustavo Oliveira/Site Oficial do Athletico-PR)

António Oliveira deu um nó tático no Grêmio (Foto: Gustavo Oliveira/Site Oficial do Athletico-PR)

Atacante: Bruno Henrique (Flamengo)
Assumiu com muita naturalidade a missão de comandar o Flamengo nas ausências dos principais artilheiros do rubro-negro: Gabigol, na Seleção Brasileira, e Pedro, que testou positivo para Covid-19 no sábado. Ele marcou o primeiro gol e participou das principais jogadas ofensivas do Mengão, agora com seis pontos em dois jogos.

Técnico: António Oliveira (Athletico-PR)

Quem esperava que Tiago Nunes teria vantagem pelos anos trabalhos no Athletico-PR se enganou. António Oliveira deu um nó tático no treinador do Grêmio e tem participação direta na vitória por 1 a 0 em plena Arena do Grêmio. Além disso, o Furacão é um dos únicos com 100% de aproveitamento neste início de Brasileirão.


Fonte: Futebol Interior