Tiago Nunes e Athletico seguem na Justiça por valor de premiação


Curitiba, PR, 29 (AFI) – Na Justiça, o técnico Tiago Nunes cobra o Athletico o valor de R$ 1,1 milhão pela premiação da Copa do Brasil, prestação de serviços, contrato de imagem. O treinador teve passagem pelo clube paranaense entre abril de 2017 e novembro de 2019. Em ata assinada na segunda-feira (28), o treinador propôs um acordo no valor de R$ 700 mil, mas as partes ainda não chegaram a um ponto final.

Tiago Nunes entrou com processo contra o Athletico em dezembro de 2019, um mês depois de deixar o CT do Caju. O treinador esteve presente na audiência acompanhado pelo advogado Dr. Nicholas Zucchetti, enquanto o Athletico foi representado pelo diretor Marcio Lara.

VALORES

Além do valor da premiação da Copa do Brasil de 2019, Tiago Nunes também alegou não ter recebido valores de prestação de serviços, contrato de imagem, férias, 13º salário e multa pela rescisão. O valor exato é de R$ 1.159.177,31.

A maior parte do valor pedido por Tiago Nunes é referente aos direitos de imagem da Copa do Brasil. O valor alegado é de R$ 500 mil. Completam os valores: R$ 327 mil (direito de imagem como salário); R$ 212 mil (vínculo empregatício); R$ 180 mil (multa indenizatória); R$ 151 mil (honorários e juros).

A audiência desta segunda-feira durou 25 minutos. Na ata assinada pelo juiz Valdecir Fossatti, Tiago Nunes propôs um acordo no valor de R$ 700 mil, válido por cinco dias, sem contraproposta. Uma nova conversa entre as partes foi agendada para o dia 16 de julho.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior