UFC: Deivison Figueiredo é dominado e perde cinturão para Moreno


Brasileiro

UFC: Deivison Figueiredo é dominado e perde cinturão para Brandon Moreno

Brasileiro não lutou bem, perdeu os dois primeiros rounds e acabou sendo finalizado no terceiro

Publicado em 13/06/2021
por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) – O brasileiro Deiveson Figueiredo, o Deus da Guerra, perdeu o cinturão dos pesos moscas (56.7 kg) do UFC, nesta madrugada, na cidade de Glendale, no Arizona, nos Estados Unidos. Pelo UFC 263, ele perdeu a revanche para o mexicano Brandon Moreno, com quem tinha empatado na luta anterior.

Na luta principal, pelo cinturão dos médios (até 83.9 kg), o africano Israel Adesanya derrotou o italiano Marvin Vettori por unanimidade após cinco rounds. Esta foi a terceira defesa do campeão.

MORENO MELHOR
O mexicano foi melhor no primeiro round, forçando o jab e acertando em cheio um deles em Figueiredo que caiu e se recuperou. No segundo round, o brasileiro começou melhor, porém, depois sofreu um queda de Moreno. Na frente o mexicano nos dois rounds.

Deivison aplaudiu Moreno

Deivison aplaudiu Moreno

No terceiro round, Moreno conseguiu derrubar o brasileiro, fechou o cadeado na linha de cintura até aplicar um mata-leão no brasileiro.

Moreno, de 27 anos, é o primeiro mexicano a conquistar um cinturão do UFC. O México é conhecido por seus pugilistas e agora tenta avançar no UFC.

REVANCHE EM BREVE ?
Após a luta, Deivison Figueiredo reconheceu a superioridade do adversário, mas pediu a revanche:

“Hoje era o dia do Moreno. Deus quis assim. Eu conquistei o cinturão e fiquei muito contente com ele, mas agora é do Moreno. Mas Dano White, me dê quatro meses para treinar e me dê a revanche com o Moreno”.

Deivison manteve o espírito esportivo, apesar da derrota. Aplaudiu o vencedor e após Moreno receber o cinturão, o brasileiro o levantou.

TRES CINTURÕES
O Brasil segue ainda com o cinturão de Charles do Bronx Oliveira, na categoria peso leve (70 kg), além de dois cinturões da nossa ‘leoa’, Amanda Nunes, dona de dois cinturões de pesos diferentes – galos (62kg) e penas (66kg).

Na contagem do Canal Combate os brasileiros ainda estão na frente no Resto do Mundo: 32 a 27 em 2021.

DESTAQUE DO EVENTO
O evento teve 14 combates, cinco pelo Card Principal e nove pelo Card Preliminar.

Um dos fatos que chamou a atenção foi a quebra de braço de Jamahal Hill na luta com Paul Craig, em luta de peso meio-pesado. A luta foi franca e terminou no primeiro round.

OS BRASILEIROS
Além de Figueiredo, o Brasil teve outros três brasileiros com uma vitória e duas derrotas. Quem venceu foi o peso pesado Carlos Boi, que conseguiu sua terceira vitória consecutiva. Ele abriu o Card Preliminar com vitória sobre Jake Collier na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28).

Ainda no Card Preliminar, Luigi Vendramini, peso leve, vendeu caro a derrota em pontos para Faris Zaiam.

A derrota mais sentida foi de Demian Maia, de 43 anos, que fez sua última luta pelo UFC em pontos. Pelo menos ele não tem mais contrato. E perdeu por pontos para Belal Muhammad, no peso meio-médio. Maia buscava igual o recorde de 23 vitórias no UFC, mas não conseguiu.

Arena no Arizona contou com público

Arena no Arizona contou com público

CARD PRINCIPAL

Peso médio:
Israel Adesanya venceu Marvin Vettori por decisão unânime dos jurados e manteve o cinturão. cinturão

Peso mosca:
Deiveson Figueiredo perdeu o cinturão para Brandon Moreno por finalização no terceiro round.

Peso meio-médio:
Leon Edwards derrotou Nate Diaz na decisão unânime dos juizes (49-46, 49-46, 49-46)

Peso meio-médio:
Belal Muhammad derrotou Demian Maia na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso meio-pesado:
Paul Craig derrotou Jamahal Hill por nocaute técnico a 1m59s do R1

CARD PRELIMINAR

Peso leve:
Brad Riddell derrotouDrew Dober na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso meio-pesado:
Eryk Anderes derrotou Darren Stewart na decisão unânime dos juizes (29-27, 29-28, 29-27)

Peso mosca:
Lauren Murphy derrotou Joanne Calderwood na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso pena:
Movsar Evloev derrotou Hakeem Dawodu na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-27, 29-27)

Peso galo:
Pannie Kianzard derrotou Alexis Davis na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Peso leve:
Terrance McKinney derrotou Matt Frevola por nocaute a 7seg. do R1

Peso pena:
Steven Peterson derrotou Chase Hooper na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Peso leve:
Fares Ziam derrotou Luigi Vendramini na decisão dividida majoritária dos juízes (29-28, 28-28, 29-28)

Peso pesado:
Carlos Boi
derrotou Jake Collier na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)


Fonte: Futebol Interior