Vasco 1 x 1 Boavista – O que vale é a classificação


Copa do Brasil

Vasco 1 x 1 Boavista – O que vale é a classificação

O gol anulado por Gabriel Pec daria muita reclamação se o Vasco não conseguisse a classificação

Publicado em 09/06/2021
por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 09 (AFI) – O Vasco da Gama continua sem apresentar um bom futebol, mas pelo menos conseguiu a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil ao empatar na tarde desta quarta-feira, com o Boavista, por 1 a 1, em São Januário.

A vantagem do empate era do Vasco após a vitória por 1 a 0, em Bacaxá, no jogo de ida da terceira fase. Com a classificação, o Gigante da Colina embolsa uma premiação de R$ 2,7 milhões.

QUEM DIRIA…
O Vasco precisou de três minutos para criar a primeira grande chance. Gabriel Pec bateu colocado por cobertura e Ary, com as pontas dos dedos, espalmou para escanteio. Depois foi a vez do goleiro do Boavista evitar o gol cruzmaltino em peixinho de Cano.

A resposta do Boavista foi mortal. Aos 13 minutos, Michel Douglas aproveitou cruzamento rasteiro e, de primeira, surpreendeu o goleiro Vanderlei, marcando um golaço em São Januário. O empate cruzmaltino quase veio dez minutos depois. Ary soltou a bola nos pés de Gabriel Pec, que mandou para fora.

Cano marcou o gol da classificação cruzmaltina (Foto: Thiago Ribeiro/Agif)

Cano marcou o gol da classificação cruzmaltina (Foto: Thiago Ribeiro/Agif)

A pressão cruzmaltina era grande, mas faltava o time acertar a direção do gol. Nos acréscimos do primeiro tempo, Ryan falhou e entregou a bola nos pés de Sarrafiore. De frente para o gol, o meia do Vasco finalizou por cima do travessão.

HAJA POLÊMICA
Logo aos quatro minutos, Wisney recebeu passe de Jefferson Renan e bateu em cima de Vanderlei. O Vasco da Gama respondeu na sequência em finalização de Léo Jabá. Klever segurou sem dar rebote.

Aos 15 minutos, um lance muito polêmico. Léo Jabá cruzou, Cano dominou mal e Gabriel Pec finalizou no canto para deixar tudo igual. Depois de muita discussão, o gol foi anulado porque a bola acertou o braço do atacante argentino no domínio. A revolta foi geral do lado cruzmaltino.

No entanto, 11 minutos depois o Vasco marcou um gol regular. Léo Jabá cruzou e Cano, mesmo sem ângulo, bateu de primeira para deixar tudo igual. Os jogadores foram comemorar em volta do bandeirinha que anulou o gol de Gabriel Pec.

MAIS DO JOGO
A virada cruzmaltina quase veio aos 32 em chute de Léo Jabá rente a trave de Klever. O Boavista, porém, não estava morto. Marquinhos recebeu lançamento dentro da área e finalizou na saída de Vanderlei, mas a bola subiu muito.

Nos minutos finais, o Boavista partiu para o desespero e passou a levantar a bola para a área de todo lugar, mas não conseguiu marcar o gol que levaria a decisão para os pênaltis.


Fonte: Futebol Interior