Acusado de participar do assassinato de policial alagoano é preso tentando fugir para SP

Um homem, que acusado de participar do assalto que resultou na morte do soldado da Polícia Militar Charles Micael Viera da Silva, foi preso, na manhã desta quarta-feira, 21, na cidade de Propriá (SE)  tentando fugir para o estado de São Paulo. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de Sergipe informou que os policiais do…

Reprodução

Um homem, que acusado de participar do assalto que resultou na morte do soldado da Polícia Militar Charles Micael Viera da Silva, foi preso, na manhã desta quarta-feira, 21, na cidade de Propriá (SE)  tentando fugir para o estado de São Paulo.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de Sergipe informou que os policiais do 2º Batalhão de Polícia Militar e da Delegacia de Propriá deflagraram uma operação após receberem a informação, por meio do núcleo de inteligência da Polícia Militar de Alagoas, de que um dos envolvidos no assassinato do PM alagoano estaria em um ônibus comercial com destino a São Paulo e passaria por um trecho da BR-101, que corta a cidade sergipana.

De posse das informações e e fotografias do acusado, os policiais montaram a operação. O elemento foi identificado e preso em um ponto de apoio do ônibus na entrada da cidade.

Após a prisão, ele foi entregue às autoridades alagoanas para que sejam tomadas as devidas providências legais.

No último sábado, 17, o soldado Charles Micael morreu após ser atingido por um disparo de arma de fogo durante um assalto registrado no Povoado Bananeiras, na cidade de Arapiraca. Informações policiais dão fala que ele ajudava o sogro em um estabelecimento comercial da região quando os elementos anunciaram o assalto. Ele tentou intervir, foi baleado e acabou morrendo.

O crime mobilizou as forças de segurança de Alagoas, que iniciaram as buscas pelos acusados. Um dos elementos morreu durante troca de tiros com as guarnições policiais na madrugada de domingo, 18. O segundo elemento tinha conseguido fugir do cerco policial e estava sendo procurado. Hoje, ele acabou preso pela polícia sergipana.

 

Confira imagens do cortejo fúnebre e adeus ao militar assassinado em Arapiraca

Fonte: Alagoas24horas