André Martinelli lembra reviravolta da Calango antes da Final do ‘No Limite’: ‘Uma das maiores superações’ | Aquecimento No Limite


“Estou bem ansioso com essa Final, a gente não sabe o que esperar. Realmente, a gente viveu muitos momentos intensos. No No Limite, o negócio é puxado. Hoje é o dia que passa um filme na cabeça”, contou ele.

André é escolhido líder da tribo Calango em ‘No Limite’ — Foto: Globo

André também falou sobre a superação no reality. “Logo no começo, já dei uma superada ali de dormir no chão, comer pouco. Foi difícil.”

“Mas um grande momento de superação foi quando a Calango conquistou a primeira vitória depois das cinco derrotas que a gente teve. Ali, a gente viu mesmo ao pé da letra (a resiliência). Foi uma das maiores superações pessoais mesmo”, lembrou.

Calango curte dia de glória no oitavo episódio do ‘No Limite’ — Foto: Globo

André chegou a ser apontado como um líder da tribo Calango durante o reality.

“Costumo me dar muito bem com pessoas diferentes, tenho uma coisa de servir. Gosto de tratar bem, entender as necessidades de quem está à minha volta. Foi uma coisa muito natural, eu ouvia as pessoas, ajudava. Daí veio o reconhecimento da liderança, que não foi uma imposição”, explica.

Formação da tribo Jandaia no ‘No Limite’ — Foto: Globo

O participante ainda explicou o seu temperamento calmo, lembrando a experiência no BBB. “No Big Brother, ficava no sofá vendo as brigas acontecerem e a galera saindo. E fui me mantendo. Meu pai é exatamente assim. Ele não coloca uma palavra fora do lugar. As palavras dele são pensadas. Tenho os meus momentos de não saber lidar e tento ao máximo me segurar”.

E por que André deveria ganhar o No Limite?

“Pelo o que eu ouço das pessoas, eu fui muito verdadeiro, honrei muito minha equipe. Dei meu sangue nas provas. Pra mim, uma derrota é muito difícil. Fui de verdade”, explica ele.

O antes e depois de André no ‘No Limite’ — Foto: Globo

📌 Siga o No Limite nas redes sociais 👇



Fonte: Gshow