Antônia Fontenelle vence processo movido por Gisele Itié; entenda treta


A apresentadora Antônia Fontenelle venceu mais um processo na justiça. Dessa vez, a ação foi movida pela atriz Gisele Itié em dezembro de 2020 e acusava a apresentadora do Na Lata de racismo e xenofobia.

Na época, Gisele revelou que havia sofrido assédio sexual de um diretor de novelas quando tinha 23 anos, em meados de 2006. Antônia então comentou nas redes sociais: “Volta para o seu país, é o melhor que você faz”. Apesar de não ter escrito o nome da atriz, a indireta foi recebida com sucesso, afinal Itié nasceu no México e foi radicada no Brasil a partir doa quatro anos de idade.

Na época em que o assédio sexual teria acontecido, Gisele trabalhava em uma novela dirigida por Marcos Paulo, ex-marido de Antônia e falecido em 2012. Por isso a apresentadora teria alfinetado a atriz.

Antônia foi indiciada pelos crimes de xenofobia e racismo pela Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância). Na última terça-feira (6), a loira se pronunciou no Instagram e contou aos seguidores que foi absolvida da sentença. “Onde houver trevas que eu leve a Luz!”, escreveu na legenda do vídeo publicado.





Fonte: iBahia