Artesãos: inscrições abertas para curso profissionalizante gratuito



O curso Qualificar para Empreender está com inscrições abertas para artesãs e artesãos residentes na Bahia que possuam a Carteira Nacional de Artesã/o válida. Com o objetivo de desenvolver as habilidades gerenciais dos criadores para o desenvolvimento de empreendimentos, o curso é gratuito e está com as inscrições abertas até o dia 23 de julho. Para participar, acesse www.artesanatodabahia.com.br. 

“A qualificação de profissionais da cadeia produtiva do artesanato estimula o aperfeiçoamento dos métodos e processos produtivos e agrega valor na comercialização, ampliando a geração de renda do segmento na Bahia”, destaca o secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães.   

Ao todo são 250 vagas abertas para todo o estado. A atividade o curso será realizada entre os meses de agosto e setembro, com aulas ministradas no modo on-line. A realização é da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), através da Coordenação de Fomento ao Artesanato, e da Fábrica Cultural.   

Como funcionará o curso 

Em um total de 80 horas, artesãs e artesãos participarão de aulas organizadas em dez módulos, que abordarão temas como inclusão digital, identidade regional e desenvolvimento de produtos através de coleções, planejamento de produção e desenvolvimento de marca e gestão administrativa.    

O conteúdo do curso foi desenvolvido com base em informações do Estudo Situacional do Artesanato Baiano, realizado em 2020, que levantou as demandas de qualificação do setor no estado. “Realizamos também uma escuta atenta de artesãs e artesãos através de webinários regionais, para entender as necessidades de capacitação. A partir daí, construímos um conteúdo programático que atende tanto às necessidades mais imediatas, como a digitalização dos negócios acelerada pela pandemia, como competências básicas para qualquer empreendedor, como comunicação, precificação e atendimento ao cliente”, explica Teresa Carvalho, diretora da Associação Fábrica Cultural.  





Fonte: iBahia