Brasil x Vitória – Quem vai respirar e quem vai afundar de vez?


Pelotas, RS, 16 (AFI) – Na manhã deste sábado, às 11 horas, é possível que o estádio Bento Freitas presencie um ato desumano pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Para sair ou se aproximar da saída do Z4, o Brasil de Pelotas precisa pisar em cima do Vitória. O Leão da Barra, pelo mesmo objetivo, precisa afundar ainda mais os donos da casa.

O Xavante é o vice-lanterna (19°) com oito pontos em 11 jogos. A boa notícia, porém, é que o Vitória abre a zona de rebaixamento em 17° com nove. Os dois times só tiveram um triunfo, até o momento. O Brasil contra o Goiás, atual quarto colocado, e o clube baiano em cima do Brusque.

ARSENAL LANÇA NOVO UNIFORME

CHAMOU A RESPONSA

No dia 18 de junho, pela quinta rodada, o Xavante saía de campo com três pontos ao ganhar do Goiás por 3 a 1. Desde então, o time de Cláudio Tencati não foi o mesmo. Foram três derrotas e três empates, que colocaram o Brasil na vice-lanterna.

O cargo começou a ser contestado e a torcida pediu mudanças. O xará e vice-presidente, Cláudio Montanelli, porém, bateu no peito e garantiu a permanência do comandante.

“Nem sempre o treinador está em um bom momento, às vezes ele também não tem os jogadores necessários à disposição. Por mim, ele será o técnico do Brasil.”

Imagem
Foto: Twitter oficial do Brasil de Pelotas

QUASE UM ESPELHO

Curiosamente, o último triunfo do Vitória também foi na quinta rodada, por 3 a 1 do Brusque. Tem mais. A campanha, depois de vencer, é exatamente a mesma do Xavante: três derrotas e três empates.

A diferença, porém, está na torcida, se é assim que pode chamar. Embora no Sul a pressão esteja presente, na Bahia a situação saiu do controle. Os “torcedores” foram protestar no aeroporto, quando os jogadores do Vitória embarcavam para o jogo contra o Brasil de Pelotas.

“A gente tem que tomar um cuidado muito grande em relação a tudo isso, porque vai chegar um ponto que pode acontecer algo muito mais grave. Eu acho que a manifestação é válida quando tem jogo no estádio; o torcedor tem o direito de cobrar e pressionar. Agora, agredir com palavras e qualquer tipo de agressão, eu sou completamente contra”, avaliou o treinador Ramon Menezes.

Imagem
Foto: Pietro Carpi/Vitória

PROVÁVEIS ESCALAÇÕES

O comandante Cláudio Tencati precisará de grandes mudanças, provavelmente. Ele apostou em um esquema com três zagueiros na última rodada, mas viu dois deles – Ícaro e Heverton – levarem o cartão amarelo. Ambos estão suspensos, pois foi o terceiro.

Além da defesa, o ataque também tem desfalques com Fabrício, lesionado. O técnico, então, deve dar chance ao zagueiro Camilo e o lateral-direito Vidal na defesa. No lugar de Fabrício, Lucas Santos é a opção.

Imagem
Foto: Carlos Insaurriaga/Brasil de Pelotas

O Vitória tem duas novas ausências com os zagueiros Marcelo Alves, suspenso, e Wallace, lesionado. A dupla se junta a Raul Prata, Samuel, Vico e Guilherme Rend. Ramon Menezess, porém, tem a volta do volante uruguaio Pablo Siles.

O treinador, assim, deve mandar Thallison no miolo da zaga e trocar João Pedro ou Gabriel Bispo pelo gringo. No mais, o Leão da Barra mantém a base da última partida.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior