Cerca de 300 pessoas devem voltar a ser vacinadas após receber imunizante vencido em AL

Cerca de 300 pessoas vacinadas em Alagoas com o imunizante da AstraZeneca/Oxford deverão ser revacinadas. O novo protocolo ocorrerá porque as pessoas receberam a vacina fora do prazo de validade. O levantamento foi realizado pelo jornal Folha de S. Paulo, com base nos dados do Ministério da Saúde. De acordo com o levantamento, a capital…

Cerca de 300 pessoas vacinadas em Alagoas com o imunizante da AstraZeneca/Oxford deverão ser revacinadas. O novo protocolo ocorrerá porque as pessoas receberam a vacina fora do prazo de validade. O levantamento foi realizado pelo jornal Folha de S. Paulo, com base nos dados do Ministério da Saúde.

De acordo com o levantamento, a capital alagoana ocupa a 28ª colocação na lista de cidades que utilizaram a vacina fora da validade. Segundo o levantamento, 109 pessoas foram imunizadas na capital com o lote vencido, e as demais no interior do Estado.

Em todo país, foram utilizadas pelo menos 26 mil doses da vacina AstraZeneca com validade expirada, num total de 1.532 municípios.  De acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19 (PNI), quem tomou imunizante vencido precisa se revacinar pelo menos 28 dias depois de ter recebido a dose administrada equivocadamente. Na prática, é como se a pessoa não tivesse sido imunizada.

Além da capital, a cidade de Delmiro Gouveia, no sertão do Estado, também vacinou 67 pessoas com o imunizante fora da validade. Em todo Estado, 45 cidades ministraram pelo menos uma dose que pertence aos oito lotes vencidos.

A reportagem do Alagoas 24 horas entrou em contato com a Secretaria de Saúde do Estado que informou que em breve irá se pronuncia. Já a Saúde municipal declarou, por meio de nota, que “está realizando a averiguação dos registros dos referidos lotes que teriam sido aplicadas na população fora do prazo de validade. Assim que concluída todas as informações serão esclarecidas à sociedade maceioense”.

Fonte: Alagoas24horas