Com dificuldade para contratar estrangeiros, Chapecoense perde ex-Vasco para o Rosário Central


Chapecó, SC, 15 (AFI) – A Chapecoense vem encontrando dificuldade para se reforçar com jogadores de fora do Brasil. Por causa da Covid-19, a maioria das fronteiras está fechada e o clube não vem conseguindo encontrar voo da Argentina para o país. Por causa disso, o meia Lucas Mugni ainda não foi anunciado oficialmente e Desábato optou por cancelar o acordo e se transferir para o Rosário Central.

Ex-jogador do Vasco, Desábato, 29 anos, estava sem clube desde que deixou o japonês Cerezo Osaka no fim do ano passado. No Vasco, ele atuou em 43 jogos e foi vendido ao Cerezo Osaka em 2018. Antes, o volante atuou pelo Vélez Sarsfield. A Chapecoense era o destino provável, mas as dificuldades causadas pela Covid-19 fez com que o atleta optasse pelo Rosário Central.

Desábato assinou com o Rosário Central

A situação de Lucas Mugni é bem semelhante. O jogador tem tudo acertado com a Chape, mas não consegue passagem pelo Brasil. O time catarinense tem estudado a possibilidade de fretar um avião da Argentina ou até pedir ‘carona’ para algum clube que disputa os torneios continentais. Por enquanto, ainda nada certo.

Estamos na iminência de apresentar alguns atletas, mas temos dificuldade da entrada destes profissionais no brasil por conta da malha aérea reduzida em função da pandemia, via terrestre também não se consegue entrar no Brasil. Temos fila de espera para entrar no Brasil por alguns países sul-americanos, é uma dificuldade a mais. A direção pensa em uma aeronave locada para fazer o translado destes atletas e de suas famílias, mas a dificuldade é grande e o custo é alto — disse o executivo da Chapecoense Carlos Kila, em entrevista ao Jornal do Almoço, da NSC TV.

COMO FICA?

Para não perder mais um jogador, a Chapecoense corre contra o tempo para definir a logística. Enquanto isso, o clube busca a primeira vitória no Brasileirão. A equipe é a vice-lanterna, com quatro pontos. O primeiro fora da degola é o América, com nove.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior