Com Renato Gaúcho e Gabigol inspirado, confira a Seleção FI da 12ª rodada do Brasileirão


Campinas, SP, 19 (AFI) – A 12ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A finalizou nesta segunda-feira e foi bem movimentada. Como virou tradição, o Portal Futebol Interior montou a seleção da rodada. Formada no 4-3-3, o destaque fica por conta do atacante Gabigol, que teve atuação de gala e marcou três gols na goleada do Flamengo por 5 a 0.

Com ataques inspirados na rodada, alguns nomes importantes ficaram de fora, mas que merecem citação. Willian, do Palmeiras, Thiago Galhardo, do Internacional, além do lateral-direito Vanderson, do Grêmio.

A seleção vem comandada por Renato Gaúcho, mas Abel Ferreira e Felipão também foram outros bons nomes, que conquistaram vitórias importantes por Palmeiras e Grêmio, respectivamente.

CONFIRA A SELEÇÃO DA 12ª RODADA:

Goleiro
Maílson (Sport)
– Na excelente vitória do Sport sobre o América-MG, por 1 a 0, em Minas, o goleiro do Leão foi bastante exigido, principalmente no segundo tempo. Fez pelo menos três ótimas defesas e deixou o campo como um dos melhores do rubro-negro.

Lateral-direito
João Lucas (Cuiabá)
– O jovem lateral foi um dos destaque na vitória do Cuiabá por 3×2 diante da Chapecoense de virada fora de casa, foi o responsável por duas assistências para gols, o primeiro para Felipe Marques e no segundo tempo para Elton que decretou a vitória

Zagueiro
Messias (Ceará) –
Discreto e seguro, o defensor não permitiu que o ataque do Furacão marcasse na partida de sábado no Castelão. Nem o segundo tempo, quando entraram os titulares Nikão e Terans, que até então estavam sendo poupados, o zagueiro deu espaço para o time paranaense.

Zagueiro
Bruno Méndez (Internacional) –
A vitória no duelo gaúcho contra o Juventude, por 1 a 0, acabou com um jejum de vitórias do Internacional no Estádio Beira-Rio que já durava oito jogos. Um dos destaques do time colorado foi o zagueiro Bruno Méndez, que foi muito bem defensivamente, sem deixar o ataque adversário chegar com perigo ao gol de Daniel.

Bruno Méndez, do Internacional

Lateral-esquerdo
Felipe Jonatan (Santos)
– O jogador começou no banco, mas entrou ainda no primeiro tempo e deu conta do recado. Em jogo movimentado contra o RB Bragantino, subiu bem no ataque e colaborou com assistência para o primeiro gol do time. Além disso, também fez o cruzamento na jogada que resultou no empate por 2 a 2 aos 49 minutos do segundo tempo.

Volante
Raul (Red Bull Bragantino)
– Jogador foi desfalque em dois jogos e retornou muito bem. Fez excelente partida diante do Santos e mostrou que é referência no meio-campo do Massa Bruta com ótima marcação e subidas oportunas ao ataque.

Meia
Raphael Veiga (Palmeiras) –
Com alguns jogadores poupados visando o duelo pela Libertadores no meio de semana, o Raphael Veiga foi o responsável pela armação do Palmeiras contra o Atlético-GO. Com bons passes e lançamentos, ele organizou o meio-campo e foi dos pés dele que começou a jogada do primeiro gol, que abriu caminho para a vitória por 3 a 1.

Raphael Veiga, do Palmeiras

Meia
Alisson (Grêmio) –
O bom momento do Grêmio coincide com a sua volta ao time titular. Jogador tático e decisivo quando chega na frente, foi ele quem sofreu o pênalti que Pinares bateu para garantir a primeira vitória do Grêmio no Brasileirão.

Atacante
Hulk (Atlético-MG)
– Sem marcar gols em dez partidas, o atacante Hulk foi o responsável pela virada do Atlético sob o Corinthians, na Neo Química Arena. Hulk marcou o gol de empate e um golaço de falta virou a partida para o Galo.e .

Atacante
Gabigol (Flamengo) –
Foi seu primeiro jogo no Brasileirão, mas o atacante mostrou a falta que faz ao Flamengo. Simplesmente marcou três gols na goleada por 5 a 0 diante do Bahia. De quebra, quebrou recorde e se tornou o maior artilheiro do clube na competição com 42 gols, ultrapassando Bebeto e atrás apenas de Zico, que tem 135.

Atacante
Robson (Fortaleza) – “Dono” do ataque do Fortaleza, Robson marcou o gol que garantiu a primeira vitória do Tricolor do Pici no Morumbi e teve grande atuação. Recebeu quatro faltas e ganhou nove dos 14 duelos que teve.

Técnico
Renato Gaúcho (Flamengo)
– Ainda é cedo, mas o Flamengo voltou a apresentar um futebol de encher os olhos dos torcedores sob o comando de Renato Gaúcho, depois de uma atuação ruim na estreia, apesar da vitória sobre o Defensa y Justicia, por 1 a 0, na Argentina. Contra o Bahia, o Fla dominou do início ao fim e goleou por 5 a 0. Destaque também para Abel Ferreira, do Palmeiras. O Verdão manteve o bom momento e abriu vantagem na liderança do Brasileirão.

Renato Gaúcho, do Flamengo


Fonte: Futebol Interior