21.2 C
Penedo
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Curitiba libera mais uma parcela do vale-alimentação de R$ 70


A cidade de Curitiba, no Paraná, está liberando nesta terça-feira (27), mais uma parcela do seu vale-alimentação. De acordo com a Prefeitura do município, cerca de 29 mil famílias podem usar o dinheiro em questão, mas apenas uma parte dessas pessoas teve a liberação da quantia nesta data de hoje. É o que a regra diz.

Acontece que, para tentar evitar aglomerações, a Prefeitura decidiu realizar uma divisão nos beneficiários. As famílias que são atendidas há mais tempo pelo Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) ficam no grupo 1, e as mais novas no grupo 5. O benefício passa portanto por uma divisão em cinco equipes diferentes. É assim desde o começo.

Nesta terça-feira (27), é a vez daqueles que fazem parte do grupo 1. Para essas pessoas, o dinheiro está liberado no cartão desde as primeiras horas por dia. O grupo 2 recebe no dia 3 de agosto. Os usuários das equipes 3, 4  e 5 recebem essa quarta parcela nos dias 10, 17 e 24 de agosto respectivamente. É o que dizem as autoridades.

De acordo com informações da Prefeitura da cidade, esse auxílio paga R$ 70 por mês para famílias em situação de vulnerabilidade. São pessoas que estão vivendo neste momento em um contexto de extrema pobreza, ou seja, elas estão tendo que sobreviver com menos de R$ 89 per capita mensalmente.

A Prefeitura diz ainda que é preciso ter cadastro ativo Cadúnico. Por fim, é importante também ter atendimento no CRAS da cidade. Essa foi a maneira que as autoridades municipais encontraram para tentar encontrar as milhares de pessoas que estão precisando de ajuda financeira neste período da pandemia do novo coronavírus.

Vale-alimentação

De acordo com a Prefeitura, esse vale funciona no formato de crédito. É como se o trabalhador recebesse um bônus para fazer compras essenciais. Esse dinheiro só pode ser gasto nos Armazéns da Família que estão espalhados pela cidade. Basta escolher um.

Você Pode Gostar Também:

Nesses locais é possível realizar a compra não apenas de comida, como também de outros itens como material de limpeza e de higiene pessoal. Assim, os indivíduos não podem comprar nada além dessas mercadorias.

Essa foi uma maneira que a Prefeitura encontrou de tentar evitar fraudes no projeto. De acordo com as informações oficiais, esse programa de Curitiba deverá seguir fazendo pagamentos até, pelo menos, o próximo mês de outubro.

Auxílio Emergencial

Em entrevistas, o Presidente Jair Bolsonaro costuma criticar duramente o repasse de auxílios pelos governos dos estados e pelas prefeituras das cidades. De acordo com o chefe do executivo, esse dinheiro pode transformar pessoas em cidadãos dependentes do estado.

No entanto, o próprio Governo do Presidente Jair Bolsonaro anunciou a prorrogação do seu Auxílio Emergencial por mais três meses. Com isso, o projeto deverá seguir fazendo repasses até, pelo menos, o próximo mês de outubro.

No caso do projeto do Palácio do Planalto, os valores mensais variam entre R$ 150 e R$ 375 a depender da pessoas que estão recebendo. De acordo com o Ministério da Economia, cerca de 37 milhões de brasileiros são beneficiários do programa.

Leia Também:

Está “bombando” na Internet:

Fonte: Notícias Concursos