LGBTQIA+: Ciclo de cinema estreia com 8 curtas exaltando a aceitação da própria identidade



O Ciclo de Cinema “Eu estou te amando loucamente” entra em cartaz nesta terça-feira (06) e segue até o dia 1º de agosto. O projeto está sendo sendo realizado através do canal do Instituto Cervantes no Vimeo. As obras, com exibições online e gratuitas, trazem reflexões sociais e testemunhos sobre identidade de gênero, amor homossexual e transexualidade. Todos os curtas possuem legendas em português. Confira!

A mostra “Eu estou te amando loucamente”  tem esse nome em homenagem a canção popularizada pela dupla espanhola Las Grecas nos anos 70. Ela expressa o desejo de pessoas que jamais puderam se manifestar, quebrando assim um ciclo de invisibilização com propostas novas e vibrantes.

O projeto tem ainda a colaboração com o distribuidor cinematográfico Marvin & Wayne. 

Uma Violenta Dedicatória
Exibição: De 15h do dia 06/07/2021 até 15h de 08/07/2021
Sinopse: Este magnífico documentário de denúncia é uma proposta de nucbeade, o coletivo formado pelas artistas Quiela Nuc e Andrea Beade, quem através de diferentes meios resgatam relatos que ficaram da historiografia hegemônica. O filme, apesar de sua brevidade, oferece-nos umas pinceladas de grande valor para compreender uma parte incômoda e pouco conhecida de nossa história recente: a realidade cotidiana e o funcionamento da sede, em San Fernando de Henares, do Patronato de Proteção à Mulher.


Mais tarde também

Exibição: De 15h do dia 09/07/2021 até 15h de 11/07/2021
Sinopse: Em uma noite de festa, Edu recebe a visita de seu ex, Àlex, que lhe diz que deu positivo o resultado de seu teste para o HIV.


Su

Exibição: De 15h do dia 13/07/2021 até 15h de 15/07/2021
Sinopse: Su volta para casa depois de muitos anos para encontrar-se com um passado para o qual há tempos dá as costas.


Víctor XX

Exibição: De 15h do dia 16/07/2021 até 15h de 18/07/2021
Sinopse: Víctor gosta de brincar com o seu gênero: não sabe se se sente menina ou menino. Vive em uma cidadezinha pesqueira na Almeria, com a sua mãe e sua namorada, mas é na cidade, encoberto pelo anonimato, onde se descobre. Mas os segredos não duram para sempre, de modo que Víctor terá que lidar com as duas mulheres para defender a verdadeira imagem que o espelho lhe devolve.

Cantando nos terraços
Exibição: De 15:00 do dia 20/07/2021 até 15h 22/07/2021
Sinopse: O diretor barcelonês Enric Ribes, que foca o seu trabalho no âmbito do documental, compõe com Cantando nos Terraços um retrato emotivo e terno — como o seu protagonista— de Gilda Love, cujo nome de batismo, segundo conta, foi Eduardo Henrique Gustavo Francisco, mas nunca se sentiu como nenhum desses homens. A luminosa trilha sonora e a linguagem fílmica de Guillermo Irriguible, em algumas ocasiões próxima à vídeo-arte, contribuem para a criação dessa bela história audiovisual.

Snap
Exibição: De 15h do dia 23/07/2021 até 15h de 25/07/2021
Sinopse: Alfonso, de 22 anos, quer comprar um celular; Bastián, de 24, convive com Anna Balmánica, seu alter ego drag, e Alexa, com 23, está juntando dinheiro para uma poder realizar uma redesignação genital. SNAP é uma reflexão sobre o corpo, o sexo e a identidade criada a partir de material de autorregistro nas redes sociais.

Alma
Exibições: Das 15:00 do dia 27/07/2021 até 15h de 29/07/2021
Sinopse: Alma acaba de entrar em um novo colégio para o Ensino Médio e seu colega de sala, Víctor, a convida para uma festa. A transição do seu corpo e seus desejos ocultos levam Alma a enfrentar seus medos internos e com isso dar o primeiro passo para amar a si mesma tal como é.


O Corpo da Mulher sem Sombra

Exibições: De 15:00 do dia 30/07/2021 até 15h de 01/08/2021
Sinopse: O corpo da mulher sem sombra é o mais recente documentário da cineasta, roteirista e gestora cultural basca Tamara García Iglesias, que desempenha seu trabalho entre a Argentina e a Espanha. Para rodar este filme, ela viajou para Buenos Aires, Paris e Genebra, cenários chave na vida da artista Alicia D’Amico, cuja carreira é reconstruída neste documentário. Alicia D’Amico (1933-2001) foi uma importante fotógrafa argentina, pioneira militante feminista e lésbica, que explorou e representou através de sua arte —e de sua vida— o desejo e a identidade lésbica.





Fonte: iBahia