Lula diz que concorda com aumento do Bolsa Família


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou mais uma vez sobre a questão do Bolsa Família no Brasil. Em entrevista para a rádio Bandeirantes, o político disse que Bolsonaro tem razão em querer aumentar os valores médios do programa em questão nos últimos meses deste ano de 2021.

“Eu penso que se o Bolsonaro acha que é possível tirar proveito disso aumentando o programa, ele tem que aumentar mesmo. É preciso criar também um comitê de enfrentamento com auxílio emergencial”, disse o ex-presidente na entrevista. Hoje, o Bolsa Família tem um valor médio de pagamento na casa dos R$ 190.

“O que eu quero é que o povo brasileiro possa voltar a tomar café, almoçar e jantar todo dia. Nós temos mais de 20 milhões de pessoas passando fome. Que país é esse que virou a 6ª economia do mundo e agora retrocedeu? Então, eu acho que o Bolsa Família precisa sim ser consolidado”, completou Lula na entrevista.

Essa é a primeira vez que o ex-presidente dá a sua opinião mais clara sobre a reformulação do novo Bolsa Família. Vale lembrar que foi justamente ele que criou o programa nesses moldes atuais. De acordo com inúmeros analistas políticos, o projeto em questão ainda tem muito a marca do político do PT.

Aliás, ainda de acordo com esses especialistas, esse seria um dos motivos que estariam levando Bolsonaro a reformular o projeto. Inclusive uma das ideias é mudar o nome do programa para tentar inserir a marca de Bolsonaro nele. Vale lembrar que em 2022 o Brasil terá eleições presidenciais, e uma disputa entre Bolsonaro e Lula é provável.

Novo Bolsa Família

De acordo com o Ministério da Cidadania, o Bolsa Família atual paga uma média de R$ 190 para cerca de 14 milhões de brasileiros. A ideia de Bolsonaro é fazer com que esses números subam a partir do próximo mês de novembro.

Você Pode Gostar Também:

A ideia do chefe do executivo é fazer essa média de pagamentos subir para a casa dos R$ 300. Além disso, ele quer também ampliar o alcance do programa para mais pessoas. Assim, mais alguns milhões de brasileiros poderiam entrar no projeto em questão.

Não se sabe ainda se a equipe econômica vai atender esses desejos de Bolsonaro. É que eles temem que um aumento repentino de gastos públicos possa acabar fazendo estourar o teto de gastos públicos. E isso poderia ser portanto um crime de responsabilidade.

Lula e o teto de gastos

Falando em teto de gastos e em Lula, vale lembrar que o ex-presidente disse que se for eleito em 2022, vai derrubar essa regra orçamentária. De acordo com o político do PT, é justamente esse limite que está fazendo o país demorar a voltar a crescer.

Na postagem, Lula chegou a dizer que é impossível pagar auxílios para as pessoas com esse teto de gastos. Curiosamente, é justamente isso o que o Governo do Presidente Jair Bolsonaro está dizendo também.

A diferença é que, ao contrário do PT, o Palácio do Planalto não tem planos de acabar com esse teto. Pelo contrário. Aliados de Bolsonaro no Congresso seguem dizendo que nenhum projeto vai pagar mais do que esse limite permite.

Leia Também:

Está “bombando” na Internet:


Fonte: Notícias Concursos