Made in Nordeste: Conheça o chef Cadu Moura, baiano semifinalista do Mestre do Sabor



Se você assiste ao programa Mestre do Sabor, já deve conhecer o chef Cadu Moura, um dos semifinalistas do reality gastronômico. O pernambucano ‘naturalizado’ baiano passou por restaurantes renomados, como o DOM, em São Paulo, e o Amado, em Salvador, e conquistou os jurados do programa com um ravioli de vatapá com caldo de lambreta. O objetivo do chef de 28 anos é bem claro: levar o Nordeste para o mundo. 

Cadu se apaixonou pela cozinha ainda na infância e sempre dava um jeitinho de ficar perto de quem comandava as panelas em casa e nos encontros de família. Na hora de prestar vestibular, decidiu cursar gastronomia na Universidade Federal da Bahia (UFBA) e desde o início dos estudos participou de estágios, cursos e workshops para entrar no cenário gastronômico baiano. 

Cadu trabalhando com buffet em evento | Foto: Arquivo Pessoal

“Meu primeiro trabalho de carteira assinada foi no restaurante Amado, onde fui auxiliar de cozinha e depois virei cozinheiro”, conta. Cadu ainda estagiou no restaurante DOM, em São Paulo, e trabalhou no Roccia, em João Pessoa, no ramo de buffet.  A experiência com eventos abriu portas novamente em Salvador, onde ele se tornou chefe do buffet do restaurante Amado, onde já havia trabalhado no período da faculdade. 

Cadu fez casamentos famosos no litoral sul da Bahia, como o do ex-jogador de futebol Kaká e o da irmã da influenciadora digital Gabriela Pugliese, conhecido pelo surto de covid-19 ainda no início da pandemia no Brasil. “Na pandemia eu decidi sair, porque queria voltar para o fogão. Então montei na minha própria casa um sistema de delivery com menu degustação”, explica. 

O delivery precisou parar por causa do programa, oportunidade que surgiu no final de 2020. “Meu sonho sempre foi televisão, trabalhar com cozinha e arte, e no programa eu consegui ser realmente quem eu sou”, comenta. 

Segundo Cadu, o Mestre do Sabor é uma ótima oportunidade para mostrar seu trabalho e aprender com os chefs renomados e com os outros participantes. “Eu criei um slogan que é ‘do Nordeste para o mundo, a mais comentada da Bahia’, porque é isso que eu quero, apresentar e representar essa região. Sempre tento incluir ingredientes nordestinos nos meus pratos.”, enfatiza o chefe que adora ser reconhecido nas ruas.  

Cadu e o chef Fabrício Lemos, colega de trabalho e melhor amigo | Foto: Arquivo Pessoal

Além do Mestre do Sabor, Cadu também é subchef do Origem, do seu amigo Fabrício Lemos, e tem um projeto individual chamado Tuca, onde realiza eventos particulares ‘chef em casa’ e também trabalha com sistema de delivery. “A gente vai criando caminhos para conseguir trabalhar e se dar bem mesmo com a pandemia”, observa cadu. 

No último episódio do Mestre do Sabor, o nordestino conquistou uma vaga para a tão sonhada semifinal. Na próxima quinta-feira (15) os cozinheiros se enfrentarão novamente na cozinha e o programa vai chegando na reta final. 


*Sob supervisão da repórter Cláudia Callado





Fonte: iBahia