Menino americano nasce com ‘seios’ que dão até leite



Uma mãe nos Estados Unidos ficou chocada ao ver seu filho começou a vazaer leite dos mamilos com apenas 1 semana de vida. Ao buscar explicação, Vanessa Moran descobriu que os seus hormônios foram foram transferidos para o filho Kylan Sherrill durante a gravidez, o que fez com que o seu bebê desenvolvesse tecido mamário aumentado.

Vanessa contou que Kylan foi  diagnosticado com uma doença rara chamada galactorreia neonatal, que afeta apenas 2% dos bebês em todo o mundo, tanto homens quanto mulheres. Os altos níveis de estrogênio da mãe durante a gravidez ao serem transmitidos para a corrente sanguínea do bebê estimulam o crescimento do tecido mamário e a produção de leite.

Para aumentar a conscientização sobre a doença, Vanessa, de Indiana (EUA), agora compartilhou imagens dos “seios” de Kylan dando leite.

A condição rara não tem tratamento, pois espremer o tecido dilatado pode causar mais inflamação, abcessos e até mesmo promover a produção de leite. De acordo com os pais, quando Kylan atingiu 1 ano, em junho, os “seios” diminuíram, e eles ficaram aliviados.





Fonte: iBahia