Nutricionista explica benefícios de comidas exóticas do ‘No Limite’: ‘Ricas em proteínas e fibras’ | No Limite


“As larvas de besouro são ricas em proteínas, gorduras e fibras. Muita gente não sabe, mas atualmente elas são utilizadas na produção de ração para animais. E pasmem: agora poderão ser usadas também para confecção de massas, bolos, bolacha e pão.”

Assista aos momentos em que os participantes comeram as larvas de besouro e as baratas de Madagascar:

Participantes comem larvas de besouro na Prova da Comida

Participantes comem larvas de besouro na Prova da Comida

Participantes comem baratas vivas na Prova da Comida

Participantes comem baratas vivas na Prova da Comida

Um dos alimentos que mais assustou os participantes, foi a barata de Madagascar. Lorena fala que ela é considerada a maior espécie de barata do mundo e que é repleta de proteínas e fibras.

Veja também: em vídeos inéditos, os participantes falam da experiência de comer os alimentos exóticos (EMBEDAR LINK DA MATÉRIA QUE TAMBÉM SERÁ PUBLICADA HOJE PELA MANHÃ, POR FAVOR)

A nutricionista também faz questão de ressaltar os benefícios do drink especial, composto por fígado, boldo e carqueja, que são mais conhecidos pelos público:

“O fígado possui um alto valor nutritivo, sobretudo de proteínas. O boldo tem efeito gastroprotetor e a carqueja é hepatoprotetora e gastroprotetora também e atua como hipoglicemiante e diurética”.

Lorena ainda reforça a importância da higiene na hora do consumo desses tipos de alimentos: “Os insetos são uma alternativa promissora à produção convencional de carne, sendo uma alternativa sustentável, mas é necessário ter atenção! Eles precisam passar por um rígido controle de criação e preparo para servir de alimento. O consumo que não atenda os padrões de segurança alimentar e higiene pode representar um risco alto à saúde“.

Confira tudo o que rolou no penúltimo episódio de No Limite:



Fonte: Gshow