Olimpíadas de Tóquio: frustrações no surfe e no judô e vitória no handebol; confira resumo



O quarto dia de competições na Olimpíada de Tóquio fez os brasileiros vibrarem, mas também se frustrarem. Se por um lado o ouro Ítalo Ferreira no surfe fez o país vibrar na madrugada, a eliminação de Gabriel Medina trouxe decepção. Assim como ele, Silvana Lima, no surfe feminino, também deixou os Jogos de mão vazia. Confira o resumo:

Medina teve chance de disputar o bronze após eliminação na semifinal, mas o paulista acabou derrotado por 11.97 a 11.77 pelo australiano Owen Wirght, despedindo-se dos Jogos sem medalha. Já Silvana foi eliminada nas quartas de final ao perder para a a norte-americana Carissa Moore.

Outra frustração foi Ketleyn Quadros, que também ficou sem medalha no judô. Ela caiu na repescagem ao ser derrotada pela  holandesa Juul Franssen; Eduardo Yudy Santos também é eliminado da Olimpíada.

A noite na natação foi marcada pela medalha de bronze de Fernando Scheffer nos 200m livre. Com isso, depois de 25 anos a natação brasileira voltou ao pódio na categoria. Em Atlanta, Gustavo Borges tinha ficado com a prata. 

Outra boa notícia foi a classificação de Leonardo de Deus nos 200m borboleta. Ele se classificou para a final com a segunda melhor marca da prova.

A seleção brasileira feminina de handebol alcançou a primeira vitória nas Olimpíadas de Tóquio. O time, que vinha de um empate com o Comitê Olímpico Russo, venceu a seleção da Hungria por 33 a 27 em jogo finalizado nos primeiros minutos desta terça-feira (27).

A brasileiras não conseguiram medalha na final do triatlo. Vittoria Lopes, que saiu da natação em segundo, terminou a prova em 28º, enquanto Luisa Baptista foi a 32ª. 

O Brasil conseguiu classificar dois atletas para as oitavas de final,  Hugo Calderano e Gustavo Tsuboi, o que foi um feito histórico. No entanto, Tsuboi caiu para o Lin Yun-Ju, de Taiwan, por 4 a 2. Calderano enfrenta o sul-coreano Jang Woo-Jin, 12º no ranking mundial, ainda na manhã desta terça.

A brasileira Ana Sátila ficou fora da final do K1 (caiaque) na canoagem slalom das Olimpíadas de Tóquio, ao tevr problemas na reta final da descida da semifinal nesta terça-feira. A brasileira até conseguiu evitar punições, mas perdeu segundos preciosos que a tiraram do Top 10 que avançou à decisão.

A dupla brasileira Martine Grael e Kahena Kunze estreiou bem na vela e ocupa 3º lugar na tabela geral.

Evandro e Bruno Schmidt confirmaram o favoritismo e venceram os marroquinos Abicha e Elgraoui por 2 sets a 0 na segunda rodada do vôlei de praia das Olimpíadas – parciais de 21/14 e 21/16.

Na manhã desta terça-feira (27) , Abner Teixeira (91kg) venceu Cheavon Clarke do Reino Unido e está nas quartas de final. Agora ele está a uma vitória de garantir no mínimo o bronze. A luta será na sexta-feira (30)





Fonte: iBahia