Padre Fábio de Melo chora muito ao lembrar do enterro da mãe: ‘Não conseguia andar’



 O Padre Fábio de Melo foi o convidado desta quarta-feira (7) do Saia Justa, no GNT, e relembrou um dos episódios que mais marcou o período da quarentena, que foi quando sua mãe morreu em razão de complicações da Covid-19.

Muito emocionado, o religioso contou detalhes de quando ela sofreu os primeiros ataques de falta de ar. “Eu lembro que a equipe que cuidava da minha mãe permitia que eu falasse com ela. Quando ela teve a primeira crise falta de ar me mostrou como a doença era cruel. Eles me ligaram pra ela se acalmar porque muita gente é intubada antes da hora por culpa da ansiedade”, disse.

Ele ainda detalhou o exato momento em que ela precisou ser sedada após o agravamento da doença. “Eu lembro como se fosse hoje: ela do lado de lá e eu dando a ela o que era de mais sagrado, que era o ser padre. Eu fui fazer uma oração como se eu estivesse em paz. Eu falei: agora a senhora vai dormir um pouquinho porque está muito cansada. A última frase dela pra mim foi: ‘vai ficar tudo bem’”.

Na sequência, Fábio de Melo ainda citou como foi o sepultamento da ente querida. “Você não poder velar, não sei como ela foi sepultada. Ela era tão vaidosa, a gente não pode colocar o vestido que ela gostava. Sabe aquela cena que você não vai esquecer? Quando eu cheguei na porta do cemitério, desci do carro, eu vi o caixão da minha mãe. Eu não conseguia andar e falava: nessa caixa tá a mulher que mais amei na vida. Eu fiz duas faculdades, mas nada supera o que minha mãe me ensinou”, disse ele comovendo as titulares do programa.





Fonte: iBahia