Pamella Holanda expõe detalhes sobre relação com DJ Ivis e fala sobre última briga



 Pamella Holanda decidiu dar detalhes sobre sua relação com DJ Ivis, preso na última quarta-feira (14) após a repercussão dos vídeos das agressões contra a ex-mulher. Durante entrevista ao Fantástico, a estudante se emocionou ao destacar que ainda não sabe como será a sua vida.

“Eu fico pensando: ‘como vai ser minha vida quando eu voltar a viver, porque esses dias não estou vivendo, estou existindo’”, desabafou.

Durante o bate-papo, a jovem relembrou como foi o início do relacionamento, em 2018, quando os dois se conheceram pela internet e oficializaram o namoro no ano seguinte. Já em 2020, ela decidiu morar o com artista e também realizou o sonho de engravidar. Nessa mesma época começaram as agressões.

“Quando comecei a morar com ele, ele já começou a me agredir. Começou verbalmente: palavrão, grosserias. Eu estava grávida de cinco para seis meses. Me segurou pelo pescoço e foi me arrastando do corredor até o sofá… Teve outras. Time medo, vergonha, eu tava realizando um sonho, eu tava grávida. Sempre quis ser mãe”, desabafou.

Em outubro do ano passado, a pequena Mel nasceu. Mas, nem assim, as agressões pararam. Em dezembro, vídeos foram gravados de DJ Ivis batendo na companheira por não aceitar que ela amamentasse a criança por estar infectada pela Covid-19.

 “Ele me agride com a blusa, depois veste e começa a falar várias coisas. Eu insisto muito e vou no carrinho pra amamentar ela. Aí, é a hora que ele me puxa meu cabelo, me bate e esbarra no carinho”, contou, afirmando ainda que a mãe presenciou a agressão e pediu para acabar a confusão.

Já na discussão de fevereiro deste ano, a briga começou após o famoso expor uma foto íntima sua a um amigo. “A gente começou a discutir porque ele mostrou uma foto minha íntima para o Charles. Ele me agrediu e fui pra cima dele, mas ele se esquiva. Quando eu dou as costas, ele me dá um soco, um chute. O soco nas costas eu fiquei sem respirar”, relatou.

As brigas aconteceram no apartamento do casal em Fortaleza. Na última situação, Pamella afirmou que o agressor chegou até a pegar uma faca para ameaça-la. Segundo ela, tudo começou após ela chamá-lo para discutir uma possível traição.

“Desci umas 10h, quase 11h para poder fazer o leite dela e já começou a discutir. A funcionária dele também estava na hora na cozinha. Foi na hora que ele pegou uma faca na gaveta da cozinha. A funcionária dele foi e segurou braço dele”, disse Holanda.

Veja:





Fonte: iBahia