Paula Mattos revela ser casada com mulher: ‘Quem me ama vai me aceitar do jeito que sou”



Na véspera de lançar a música “Não esfriou”, que tem a diversidade sexual como tema, a cantora sertaneja Paula Mattos falou pela primeira vez sobre a sua intimidade afetiva. Ela contou ser homossexual e casada com uma mulher há nove anos.

— Estou me assumindo gay. Não é fácil estar falando para o Brasil sobre esse assunto, mas as pessoas ficavam comentando “Será que ela é? Será que ela não é?”, nos bastidores. Eu nunca tive problema com isso, mas tinha medo de falar e as pessoas enxergarem de uma outra maneira, não me aceitarem — declarou ela em entrevista ao jornalista André Piunti, em seu canal no YouTube.

Paula ainda desabafou que não recebeu apoio da família ao manifestar seu interesse por pessoas do mesmo gênero que ela:

— O cancelamento não começa na internet, e sim dentro de casa. Aos 8 anos de idade, minha mãe me viu dando um selinho numa amiguinha de escola e me olhou feio, me reprimiu. Por me sentir culpada, cheguei a namorar garotos, mas aos 18 anos resolvi me assumir para os meus pais. Meu pai disse “ok”, mas não foi fácil lidar com a reação da minha mãe. Quando eu contei, ela começou a chorar muito, como se eu tivesse matado alguém. É muito importante a mãe apoiar, acolher o filho, entender o que ele quer ser. Eu cresci com vários bloqueios, não me aceitava.

A artista disse que construiu uma família com uma outra mulher, mas que não ia revelar a identidade dela. E explicou o porquê de se declarar lésbica agora.

— Eu sou casada há nove anos, não é um caso ou uma brincadeira. Mas não vou expor uma pessoa que não é pública, ela não quer. O respeito é tudo — afirmou a cantora, que compôs “Não esfriou” em homenagem à parceira de vida: — A gente tem uma família. Não estou aqui pra ganhar like, mas pra me posicionar. Ia esperar mais quanto tempo vendo as pessoas morrendo por homofobia, ameaçadas na internet? Isso é horrível! Que mal a pessoa faz por ser quem ela é?

A sul-matogrossense, de 31 anos, disse que se sentiu estimulada a falar também depois de assistir ao quadro “De volta ao passado”, do “Caldeirão do Huck”, com Pabllo Vittar. Na atração, a mãe da drag disse tê-la apoiado desde o início:

— Eu me sinto madura e pronta para falar desse assunto, mesmo sabendo que ainda existe muito preconceito. Mas quem me ama vai me aceitar do jeito que eu sou.

O clipe de “Não esfriou”, que será lançado nesta quinta-feira (15), alterna imagens de Paula cantando com cenas de casais reais homoafetivos trocando carinhos.





Fonte: iBahia