São Bento-SP 1 x 1 Madureira-RJ- Bentão sai na frente, mas sofre “castigo” no fim contra cariocas


Sorocaba, SP, 10 (AFI) – Parecia que o São Bento conseguiria finalmente sua primeira vitória, no Campeonato Brasileiro da Série D, e acabaria com o incômodo jejum sem vitórias de dois meses. Parecia: o time de Sorocaba jogava bem e vencia por 1 a 0 o Madureira, líder do Grupo A7, neste sábado (10), no CIC, gol de Dogão no primeiro tempo. Mas não foi dessa vez. Aos 48 minutos do segundo tempo, numa boa trama do ataque carioca, Douglas Cunha deixou tudo igual no CIC, 1 a 1.

Com o resultado, o São Bento soma seu quinto empate, uma derrota em seis jogos, com cinco pontos no Grupo A7, com cinco pontos na sétima e penúltima posição, com a mesma pontuação da Inter de Limeira de Cianorte e Bangu. O Madureira chegou aos dez pontos, co-liderando o grupo ao lado do Santo André, com a mesma pontuação,e à frente de Boavista e Portuguesa que somam nove pontos.
A sexta rodada do grupo sete teve anda essas partidas: Bangu 2×1 Portuguesa (Rio), Santo André 1×0 Cianorte (Santo André) . Boavista e Inter de Limeira jogam neste domingo (11) às 16h no Rio.

O JOGO

O São Bento abriu a partida marcando 1 a 0 no primeiro tempo. E começou marcando muito forte nos 20 minutos iniciais, mas o primeiro bom ataque foi do time carioca num cruzamento de Juninho para Romário, de frente para o gol, mas chegou atrasado; aos 13, novo ataque do tricolor: Sampaio emenda s sem sucesso. Aos 15 minutos o Bento chegou num chute longo de Kayan, que subiu muito.

O jogo estava muito igual, e o São Bento fez 1 a 0 aos 17 minutos, com o zagueiro Dogão, num bate-rebate na área; a bola sobrou para o defensor que mandou para as redes cariocas. Aos 26 minutos outro chute do Bentão, mas por cima desta feita de Ayrton. O Bentão começou a pressionar mais: aos 28, Papa Faye tentou na primeira vez e no rebote Fábio Bahia emendou cruzado, chute rasteiro, perto do gol.

A cara do jogo mudou com o gol do time de Sorocaba começou a jogar no erro do tricolor suburbano carioca, a pressionar mais, enquanto o time do Rio tinha muitas dificuldades em chegar ao ataque. Mas quase conseguiu o empate. Aos 40 numa falta da intermediária, a bola foi levantada na área e o atacante Sampaio desviou, o goleiro Cleber Alves esbarrou na bola, que se chocou com o travessão e o gol não saiu. E dessa forma terminou o primeiro tempo no CIC.

MADUREIRA NO ATAQUE!

O Madureira começou o segundo tempo pressionando. E logo a oito minutos, num centro da esquerda de Sampaio, o tricolor levou perigo ao gol de Cleber Alves. Aos 14 Pap Faye bateu de longe para longe. Aos 15, Juninho experimentou de fora da área a a bola raspou a meta de Cleber Alves. Num escanteio, aos 20, Guilherme Zóio cabeceou pressionado para fora.

Lá e cá – Precisando do empate, o time do Rio se lançou ao ataque com tudo nos 20 minutos finais, e abriu espaços para a velocidade do contra-golpe do Bentão: aos 30, num escanteio, Dogão testou com perigo e quase amplia. Aos 32 minutos, Alisson tentou o arremate para o Azulão; Leo Costa bateu falta aos 38, mas o goleiro carioca defendeu com tranquilidade. Aos 42 Sampaio perdeu um gol incrível, o lance foi impugnado com irregularidade e os cariocas reclamaram de penal. Teve tempo ainda para um baita chute de Bolt que levou muito perigo ao gol do Madureira.

“CASTIGO” AZUL NO FIM!

E quando a fase não é boa… Aos 48 minutos, quando o torcedor de Sorocaba já começava a preparar o grito de vitória e finalmente o fim do jejum de dois meses sem ganhar, no último ataque tricolor, a tabela, o chute, o rebote do goleiro e a bola sobrou para Douglas Cunha, que mandou para as redes, 1 a 1, placar final no CIC. O quinto empate do São Bento no Brasileiro e um ponto muito comemorado pelo Madureira.

PRÓXIMOS JOGOS!

Na sétima rodada do Grupo A7, do Brasileiro da Série D, dia 17 de julho o São Bento joga contra o Cianorte, às 16h. O Madureira joga no mesmo dia, mas às 15h, em casa diante do Santo André.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior