Seleção FI da 9ª rodada da Série B tem técnico e atacante do líder e representantes da goleada do Bugre


Campinas, SP, 04 (AFI) – A nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série B acabou com o Náutico na liderança, com 21 pontos, seguido por Coritiba (19), Sampaio Corrêa (18) e Goiás (16). Favoritos, Vasco, Botafogo e Cruzeiro seguem fora do G-4.

Dois foram os grandes destaques e colocaram também dois nomes na Seleção da rodada. O Náutico fez 5 a 0 no Operário, enquanto o Guarani goleou o Brusque por 4 a 1. Paiva e o técnico Hélio dos Anjos representam o Timbu. Diogo Mateus e Régis, o Bugre.

Hélio dos Anjos, inclusive, vem realizando um grande trabalho no Náutico, que começou com o título estadual e pode terminar com o tão sonhado acesso à elite nacional.

Confira a Seleção FI da nona rodada:

Goleiro: Mota (Sampaio Corrêa)
Brilhou na vitória do Sampaio Corrêa por 1 a 0 para cima do Londrina. Mota fez defesas importantes, uma já nos acréscimos que foram fundamentais para a Bolívia Querida segurar o resultado. Teve um sábado iluminado.

Lateral-direito: Diogo Mateus (Guarani)
Fez um grande jogo na vitória do Guarani por 4 a 1 para cima do Brusque. O lateral tomou conta do setor direito de campo, teve boa participação defensiva e foi fundamental no ataque. Deu uma assistência e deixou o seu na manhã deste domingo.

Zagueiro: Ednei (Ponte Preta)
Foi um dos destaques da Ponte Preta no empate sem gols diante do Vila Nova. Ednei não deu moleza aos atacantes do Tigre e acabou tendo grande atuação, sorte do goleiro Ygor que pouco trabalhou. Fez boa dupla ao lado de Cleylton.

Zagueiro: Léo Santos (Cruzeiro)
Mais uma vez teve atuação segura e deu mostras que a defesa do Cruzeiro pode viver dias melhores. Mesmo com adversário que não levou tanto perigo, o fato de o time não sofrer gols após quatro partidas foi um marco importante.

Lateral-esquerdo: Kevin (Brasil-RS)
O Brasil-RS sempre faz jogo duro defensivamente e não foi diferente no empate sem gols com o Cruzeiro. Kevin ajudou muito seus companheiros na marcação e, já no fim do jogo, não teve medo de se jogar na frente de um chute dentro da área para evitar o gol.

Volante: Matheus Sales (Coritiba)
Em ótimo momento, o Coritiba venceu o Remo por 2 a 1, em casa, e chegou a quinta vitória consecutiva na Série B. Um dos destaques na vitória sobre o time paraense foi o volante Matheus Sales, preciso nos desarmes importante para orientar os companheiros no meio-campo. O jogador tem sido peça fundamental para o paraguaio Morinígo

Meia: Régis (Guarani)
Deitou e rolou no meio de campo do Guarani na goleada sobre o Brusque. Foi o maestro da equipe e colocou duas bolas no fundo das redes. Poderia ter feito mais, pois criou muitas oportunidades para a equipe bugrina. O bom futebol está o reencontrando.

Meia: Dadá Belmonte (Goiás)
Como sempre, Dadá abusou de sua velocidade e, principalmente no segundo tempo, ajudou o Goiás a ser mais criativo no meio-campo. Sem medo de invadir a área, foi autor do gol que colocou o Esmeraldino na frente no empate por 1 a 1 com o Vitória.

Meia: Diego Torres (CRB)
Brilhou no clássico contra o CSA. O meia fez o único gol da vitória do CRB por 1 a 0. Ditou o ritmo da partida, ajudou na marcação e foi efetivo. Acabou saindo de campo como o grande herói da partida, a favor do Galo.

Atacante: Léo Gamalho (Coritiba)
Um dos melhores centroavantes da Série B, Léo Gamalho fez os dois gols do Coriitba na vitória sobre o Remo por 2 a 1, em Curitiba. O primeiro goi foi num chute de fora da área que desviou na marcação e parou no fundo das redes. O outro foi num cruzamento da esquerda em que ele mostrou presença de área e testou sem chances de defesa para o goleiro. Léo Gamalho é goleador e merece vaga na Seleção FI.

Atacante: Paiva (Náutico)
Paiva brilhou na goleada do Náutico por 5 a 0 para cima do Operário. O atacante foi o principal nome ofensivo do líder Timbu e deixou duas bolas nas redes do Fantasma. Vem mostrando que é um jogador muito importante para equipe na luta pelo acesso à elite do futebol nacional.

Técnico: Hélio dos Anjos (Náutico)
Tem feito um trabalho belíssimo frente ao Náutico, líder com sobras na Série B do Campeonato Brasileiro e ainda invicto. O treinador perdeu um jogador importante – Erick – e, mesmo assim, não deixou a equipe cair de produção, pelo contrário, foi logo fazendo sonoros 5 a 0 diante do Operário.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior