Série C: Time chega à expressiva marca de 23 saídas na temporada


Curitiba, PR, 29 (AFI) – A situação política/interna do Paraná-PR ainda não estabilizou. Com a terceirização do Departamento de Futebol, no início de junho, o clube assinou com a FDA Sports, que já foi responsável pela contratação de alguns jogadores. A reformulação, porém, demora a avançar. Recentemente, seis jogadores deixaram o Paraná.

Os nomes atendem pelo goleiro Lucas Wingert, o lateral Pedro Costa, o zagueiro Micael, os volantes Vico e Lucas Abreu e o atacante Pedro Augusto. Todos foram contratados para a temporada e não fazem mais parte do elenco. O grupo se junta a mais 11 jogadores que tiveram a mesma história somente em 2021. Ao todo, soma-se 23 saídas.

RESPONSABILIDADE DE SER O 10

NÃO DERAM CERTO

O único vínculo, entre os seis, por empréstimo era de Pedro Augusto. Agora, ele retorna ao Serra Macaense-RJ. O atacante, também, é o único contratado apenas para o Campeonato Brasileiro Série C. Os outros chegaram durante o Campeonato Paranaense e anteciparam a trajetória, que estava prevista até o fim da temporada.

Micael, Lucas Abreu e Pedro Augusto lideram em participações dentro do campo com 16, 11 e oito, respectivamente. Pedro Costa sequer completou cinco jogos, Lucas Wingert recebeu uma oportunidade e Vico apenas observou, com zero partidas.

SEGUNDO TURNO DA SÉRIE C

Desde o início da temporada, o Paraná acertou com 39 atletas, 19 para a disputa da competição nacional, e planeja mais. Os meio-campistas Araújo Love (Nacional-AM) e Andrey Falisnki (Betim-MG) e o atacante André Ferreira (São Paulo-PB) devem ser anunciados antes do returno.

Na oitava colocação, empatado em pontos com o vice-lanterna São José-RS (8), o Paraná volta a campo contra o líder do Grupo B, em casa. Na Vila Capanema, às 20 horas, o time recebe o Ypiranga-RS. Os últimos dois colocados caem para a terceira divisão.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior