Botafogo-PB 2 x 1 Paysandu-PA – Estrela de Gusmão é mais brilhante


Campina Grande, PB, 08 (AFI) – O Botafogo-PB tomou a dianteira e assumiu, de forma isolado, o Grupo B no Campeonato Brasileiro Série C. O Belo venceu o Paysandu-PA em casa, no Almeidão, por 2 a 1 de virada e está no topo da tabela. Os gols foram marcados por Welton e Tsunami, na segunda etapa a favor dos mandantes, e Marlon, ainda no primeiro tempo, para o Papão.

O Botafogo chegou aos 19 pontos e se distanciou da turma dos 17. São quatro times: Manaus-AM, Tombense-MG, Volta Redonda-RJ e Ferroviário-CE. O Paysandu, com 16, é o primeiro atrás do pelotão, na sexta colocação.

EMBALO DO INÍCIO, SÓ VOLTA NA RETA FINAL

Duelo começou bastante agitado no Almeidão. Antes dos dez minutos, Botafogo e Paysandu tiveram uma oportunidade cada para inaugurar o placar. O Belo foi parado pelo goleiro Victor Sousa em chute forte de Éderson.

O cabeceio de Thiago Santos não exigiu defesa, mas passou perto. Juba ainda criou mais pelo Botafogo e, também, finalizou para fora. Os jogadores sentiram a intensidade logo de cara, e as chances deixaram de aparecer.

Aos 34 minutos, porém, o Papão balançou as redes. Marlon aproveitou a segunda bola na entrada da área e, no domínio, tirou o zagueiro do Botafogo. Aí foi só tirar do Victor Sousa e comemorar. O único gol no primeiro tempo, que ainda teve expulsão do médico do Botafogo, após o término.

WELTON ENTRA PARA MUDAR O JOGO

A volta dos vestiários foi ainda mais animada. Se foi um lance para cada na etapa inicial, Botafogo e Paysandu assustaram, no mínimo, em três jogadas. A mudança de Gerson Gusmão, com a entrada de Welton na vaga do Amaral deu muito certo.

O substituto, aos sete minutos, aproveitou que Éderson furou o cruzamento de Gabriel Araújo e guardou. O próprio Welton armou duas jogadas de perigo, em seguida, para colocar fogo no Almeidão.

O Botafogo cresceu e tomou conta da partida. Aos 21, a virada com Tsunami. Esquerdinha cruzou na segunda trave e o lateral-esquerdo subiu bastante para cabecear no fundo das redes. O treinador Roberto Fonseca mexeu o time, mas não conseguiu o mesmo êxito de Gerson Gusmão.

As mudanças depois do gol continuaram melhores pelo lado do Belo. Aos 46 minutos, Sávio recebeu ótimo lançamento de Daniel Felipe e, dentro da área, foi derrubado por Luan Santos. Victor Sousa pegou o pênalti de Marcos Aúrelio e empolgou. A pressão, porém, não deu em gol e o Belo venceu.

PRÓXIMOS COMPROMISSOS

O Botafogo volta a campo no sábado (14), às 17 horas, contra o Volta Redonda-RJ, no Raulino de Oliveira. O Paysandu recebe, na Curuzu, o Jacuipense-BA, às 19 horas, também do sábado.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior