Como surgiu e por que surgiu a premiação do Oscar? – Conexões e Negócios



Certamente você conhece a premiação mais famosa do cinema mundial, o Oscar. A cerimônia de entrega acontece anualmente há mais de 90 anos e é um dos prêmios mais cobiçados da indústria cinematográfica. Mas você sabe como e por que surgiu o Oscar?

A história é um pouco curiosa, pois ele teria surgido com o objetivo de pagar menos aos artistas. Como assim? Louis B. Mayer, um dos chefões da MGM, teve a ideia de criar a Academia das Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pela premiação, em 1927. Isso porque ele era famoso por precarizar mão de obra e, após um episódio em que construtores se juntaram para criar um sindicato, ficou com receio que o mesmo acontecesse com os atores e produtores.

Neste mesmo ano, a Academia já pensou na criação de uma premiação que honrasse aqueles artistas, surgindo assim o Oscar. Ao seu biógrafo, Mayer disse: “Eu descobri que a melhor maneira de lidar com produtores de filmes é pendurar medalhas nos pescoços deles. Se eu desse taças e prêmios para esses caras, eles iriam se matar para produzir o que eu queria. Foi por isso que a premiação da Academia foi criada”.

Quando foi a primeira entrega de prêmios?
A primeira cerimônia aconteceria em 1929 e, à época, as estatuetas ainda eram produzidas em bronze. Logo após esse período, durante a Segunda Guerra Mundial e com a escassez de metais, chegaram a fazer os prêmios em gesso. Anos depois, tomou esse porte atual de banho de ouro e prata que conhecemos. Vale ressaltar que desde o começo, a estatueta teve esse modelo que conhecemos, do cavaleiro desnudo segurando uma espada. 

O nome, no entanto, nem sempre foi Oscar. Esse apelido teria surgido, segundo a lenda, anos depois com uma bibliotecária da Academia, que achava a estátua muito parecida com seu tio Oscar. Aí seus funcionários começaram a se referir assim ao prêmio. Um jornalista, em 1930, teria utilizado o nome pela primeira vez num jornal e a moda acabou se alastrando.

A primeira cerimônia teria levado apenas 15 minutos, bem diferente das atuais que possuem mais de três horas de duração. A transmissão para o público era, inicialmente via rádio, evoluindo para a televisão em 1953. Aqui no Brasil, só fomos começar a acompanhar o evento em 1970. 

Quem vota no Oscar?
Sim, mas quem elege os nossos favoritos de cada ano no cinema? Os escolhidos para concorrer e os vencedores são eleitos pelos membros da Academia. Acredita-se que, atualmente, tenham cerca de 8.500 participantes votantes. 

Vale lembrar que apenas duas categorias do Oscar são abertas ao voto de todos os seus membros: Melhor Filme e Melhor Filme Estrangeiro. Nas outras categorias que necessitam de conhecimento técnico para avaliação, só votam aqueles que possuem condição para tal.

Pela falta de diversidade entre os membros, isso se refletiu durante anos nos indicados. Para se ter uma ideia, até 2012, as estatísticas indicavam que 94% dos membros eram brancos, sendo 77% homens. Além disso, mais da metade tinha idade superior a 60 anos. Desta forma, é possível compreender por que durante anos reclamamos sobre o quão preconceituosa a premiação foi (e ainda é, mas já evoluiu bastante).

Como anda a premiação agora?
Não está no seu melhor momento, é bem verdade. O Oscar vem sofrendo com queda de audiência nos últimos anos e tenta se reinventar constantemente, ainda sem muito sucesso nas mudanças. Os próprios atores começaram num movimento de críticas à premiação, especialmente pela falta de pluralidade nos indicados. 

Como falamos anteriormente, por conta dos membros da Academia, era muito difícil ver negros e mulheres participando de categorias principais e importantes. Algo que vem mudando aos poucos nos últimos anos. Exemplo disso, foi agora em 2021, o primeiro ano a se ter duas mulheres indicadas na categoria de Melhor Direção e ainda com uma delas saindo vencedora, a Chloé Zhao, de Nomadland. 

Isso porque ao longo dos 93 anos de premiação, contanto com essas duas de 2021, tivemos apenas 7 indicações de mulheres para Melhor Direção. 

Tentando constantemente mudar o curso que está tomando, o Oscar tem se esforçado para retomar todo o glamour concedido ao longo de anos de história. Ainda assim, mesmo com perda de audiência do público, ainda é a premiação mais importante do cinema e a mais almejada pelos artistas. Certamente um momento único subir ao palco para pegar o homenzinho de ouro e tudo o que ele significa. 





Fonte: iBahia